Nokia se posiciona em meio á questões geopolíticas entre China e Estados Unidos

LinkedIn

Em um cenário de tensões crescentes entre os Estados Unidos e a China, a fabricante finlandesa de equipamentos de telecomunicações Nokia (NYSE:NOK) (BOV:NOKI34) afirma que está se concentrando em áreas que pode controlar – como tecnologia e clientes, disse um executivo sênior na quarta-feira.

“Da perspectiva da Nokia, temos que nos concentrar nas áreas que podemos controlar. O que podemos controlar é nossa própria tecnologia, nosso próprio mercado de entrada e certificando-nos de que os provedores de serviços que apoiamos tenham serviços contínuos e fornecimento de equipamentos e tecnologia em sua base de clientes”, Jae Won, chefe da Ásia-Pacífico e Japão na Nokia, disse na CNBC “ Squawk Box Asia. ”

“As várias questões geopolíticas fornecem algumas complicações, mas no que diz respeito a nós, nos concentramos na tecnologia que podemos desenvolver e nos concentramos nos clientes e nas oportunidades de negócios que o 5G e a Indústria 4.0 proporcionarão no futuro”, acrescentou. .

Os EUA e a China estão lutando para dominar o mercado das novas tecnologias, incluindo inteligência artificial, computação quântica e 5G, que se refere à próxima geração de internet móvel de alta velocidade que fornece velocidades de dados mais rápidas de banda larga. Na verdade, a China intensificou os esforços para reduzir a dependência estrangeira em chips de ponta, investindo pesadamente em seu mercado doméstico de semicondutores.

Alguns especialistas disseram nos últimos anos, a rivalidade EUA-China, poderia levar ao surgimento de duas Internets.

Freqüentemente chamada de “splinternet”, é a possibilidade de a Internet ser fragmentada e regida por regulamentações separadas – como as dos EUA e da China – e administrada por serviços diferentes. Se tal divisão ocorresse, obrigaria as empresas de tecnologia a repensar suas estratégias de atuação em diversos mercados, dependendo do lado ao qual cada mercado está alinhado.

Problemas da Huawei podem significar oportunidade

A Nokia é um dos maiores fornecedores de equipamentos de telecomunicações do mundo, atrás da líder de mercado Huawei. Enquanto os países se apressam em desenvolver e implantar sua infraestrutura 5G, a Nokia, ao lado da Ericsson da Suécia e da Samsung, titã da tecnologia da Coréia do Sul, deve ser um dos beneficiários imediatos de uma campanha liderada pelos Estados Unidos contra a Huawei da China.

A empresa de tecnologia chinesa está no centro da rivalidade entre os EUA e a China.

A Huawei não está apenas proibida de participar da infraestrutura 5G nos Estados Unidos, como também no acesso a certas tecnologias de ponta feitas nos Estados Unidos ou feitas com equipamentos americanos. Washington também pediu aos aliados que cortassem a Huawei de sua própria infraestrutura 5G. A Huawei está proibida no Japão, a Austrália proibiu a venda de equipamentos 5G e, mais recentemente, o Reino Unido anunciou que banirá a empresa de suas redes 5G.

Won disse que a Nokia está fornecendo equipamentos 5G para empresas de telecomunicações na Ásia-Pacífico, incluindo Coreia do Sul, Japão, Austrália, Nova Zelândia e, mais recentemente, em Cingapura. “O impulso nesta região para 5G é muito forte e esperamos que continue em 2021 e além”, disse ele.

Mas a empresa finlandesa sofreu um revés neste mês: a Reuters informou que a Nokia perdeu para a Samsung um contrato de US$ 6,64 bilhões para fornecer equipamentos 5G para a Verizon nos Estados Unidos.

Deixe um comentário