ADVFN Logo ADVFN

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Hot Features

Registration Strip Icon for default Cadastre-se gratuitamente para obter cotações em tempo real, gráficos interativos, fluxo de opções ao vivo e muito mais.

Plantio da soja no Mato Grosso avança de forma significativa, semeadura chega a 8,19%

LinkedIn

O plantio da soja 2020/21 em Mato Grosso começa a avançar de forma mais significativa, depois de mais de um mês de preocupação e tempo muito seco. As chuvas começam a chegar ao estado e já dão condições um pouco melhores para os trabalhos de campo. Dessa forma, de acordo com números do Imea (Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária), a semeadura chega a 8,19% da área, contra pouco mais de 3% da semana anterior.

“De acordo com o Aproclima/TempoCampo, os volumes do dia 8 ao dia 18 de outubro alcançaram 35,58 mm,
ficando próximo do percebido no último ano (…) Mas, como os trabalhos continuam atrasados, os sojicultores procuram alternativas para que a “janela” da segunda safra não fique tão prejudicada”, informa o instituto.

Frente ao atual cenário, representantes do Imea informam ainda que há muitos produtores buscando trocar suas sementes por outras de ciclos mais precoces. No entanto, alertam para o fato de que “dependendo de como for o clima na fase reprodutiva da cultura, materiais precoces podem apresentar redução de produtividade”.

Assim, segue a projeção de que, nos próximos dias, o plantio mato-grossense avance de forma mais significativa, já que há bons volumes de chuvas previstos para o estado.

PLANTIO BRASIL

Segundo levantamento da Pátria Agronegócios, o plantio brasileiro está concluído em 5,74% da área estimada, contra 21,36% do ano passado e 22,24% da média dos últimos anos. Os trabalhos de campo são liderados pelo Paraná – com 15,5% – seguidos pelo Mato Grosso. Os demais estados produtores onde o vazio sanitário está finalizado variam entre 0,20% e 2,80%.

 

Deixe um comentário