Cade aprova aquisição da Reserva pela Arezzo

LinkedIn

A Superintendência-Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou, sem restrições, a aquisição e incorporação da totalidade do capital social da Vamoquevamo Empreendimentos e Participações pela Arezzo (BOV:ARZZ3). Em 2019, o Grupo Reserva faturou R$ 400 milhões.

Com isso, a Arezzo também adquire o controle indireto da Tiferet, incorporando todas as atividades e negócios do grupo de moda Reserva, o que abrange todo o seu portfólio de marcas – Reserva, Reserva Mini, Reserva Go, Oficina Reserva, Reserva INK e Eva.

O aval para o negócio, anunciado em outubro e avaliado em R$ 715 milhões, foi publicado no Diário Oficial da União (DOU). O Grupo Reserva conta hoje com 78 lojas próprias e 32 franquias, além de estar presente em 1,5 mil multimarcas.

Com a operação, a Arezzo terá um aumento de capital no valor de R$ 456 milhões mediante a emissão de 8,6 milhões de novas ações ordinárias pelo preço de emissão de R$ 52,55 por ação. E, segundo a empresa, a movimentação possibilitará uma ampliação de 3,5 vezes o mercado da companhia.

A Arezzo&Co é detentora da Arezzo, Schutz, Birman, Anacapri, Fiever, Alme e é distribuidora da Vans no Brasil.

A Arezzo registrou lucro líquido de R$ 27,9 milhões no terceiro trimestre de 2020. Esse valor é equivalente a queda de 21,3%, na comparação com o mesmo período no ano passado, quando havia registrado R$ 35,5 milhões.

Deixe um comentário