Eternit (ETER3) 3T20: lucro líquido ajustado atinge R$ 34,4 milhões, alta de 138%

LinkedIn

A forte demanda por materiais de construção foi o impulsionador dos resultados da Eternit, que no terceiro trimestre de 2020 registrou um lucro líquido ajustado de R$ 34,4 milhões, uma alta de 138% sobre igual período do ano passado. Já nos nove primeiros meses de 2020, a Eternit tem lucro líquido ajustado de R$ 22,3 milhões, contra um prejuízo de R$ 29,8 milhões um ano antes.

Os resultados da Eternit (BOV:ETER3) referentes às suas operações do terceiro trimestre de 2020 foram divulgados no dia 10/11/2020.

→ A Eternit é uma empresa especializada na fabricação e comercialização de produtos de fibrocimento. É líder de mercado no segmento de coberturas, com atuação nos segmentos de louças, metais sanitários e soluções construtivas. Confira a análise completa da empresa com informações exclusivas.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) foi de R$ 50,16 milhões, uma queda de 24,7% sobre o mesmo período do ano anterior, com um Ebitda de R$ 66,58 milhões. Nos nove primeiros meses de 2020, o acumulado é de R$ 72,76 milhões, alta de 147,4% na base anual.

A receita líquida atingiu R$ 201,13 milhões no período, alta de 58% sobre a base anual. O aumento, conforme a empresa, foi reflexo do crescimento das vendas de telhas de fibrocimento e da retomada das exportações do crisotila. As vendas dessas telhas teve aumento de de 38%, atingindo 185,2 mil toneladas.

No acumulado do ano, a receita líquida é de R$ 453,97 milhões, uma alta de 23,4% sobre o mesmo período de 2019.

Em se tratando da margem bruta, esta foi de 38%, crescimento de 28 pontos percentuais.

Outra informação do balanço

A companhia comentou a Recuperação Judicial. Segundo ela, a Eternit “vem cumprindo rigorosamente com os compromissos estabelecidos no Plano de Recuperação Judicial. Nesse sentido, os próximos eventos previstos dizem respeito à alienação de ativos cujos recursos serão destinados para pagamento dos credores da Classe III, dentre eles a venda dos ativos da Companhia Sulamericana de Cerâmica (CSC), cuja primeira tentativa de leilão ocorrerá no período de 11/11/2020 até 18/11/2020”.

Deixe um comentário