BB Seguridade (BBSE3): Lucro líquido ajustado em 2020 de R$ 3,877 bilhões, queda de 10%

LinkedIn

BB Seguridade, holding de seguros do Banco do Brasil, terminou o ano passado com lucro líquido ajustado de R$ 3,877 bilhões, baixa de 10% em relação ao ano anterior.

Os resultados da BB Seguridade (BOV:BBSE3) referente a suas operações do quarto trimestre de 2020, foram divulgados no dia 08/02/2021. Confira o Press Release completo!

Confira a agenda completa da divulgação dos resultados do 4T20 e referente ao ano de 2020. Confira a cobertura completa de todos os balanços referente ao ano de 2020 das empresas negociadas na B3.

O grupo atribuiu a redução no resultado a eventos extraordinários em 2019, como a oferta pública de ações do IRB Brasil (ganho líquido de R$ 2,3 bilhões), além da reversão de provisão de prêmios não ganhos na área de seguro prestamista, que trouxe ganho de R$ 16,5 milhões para a Brasilseg e de R$ 12,4 milhões para a BB Seguridade. Em 2020, a BB Seguridade cita a doação de R$ 40 milhões pela BB Corretora à Fundação Banco do Brasil, para o combate à covid-19.

Em 2019, o Lucro líquido foi de R$ 4,3 bilhões. Dentre os fatores que explicam a redução de R$ 429,1 milhões do lucro líquido do ano, em bases recorrentes, o grupo destaca:

1) a redução de R$ 358,4 milhões no resultado da Brasilprev, em função do resultado financeiro negativo no ano, motivado pelo diferencial nos índices de inflação que atualizaram os ativos (IPCA e IGP-M acumulado) e passivos (IGP-M com defasagem média de um mês) dos planos de benefício definido;

2) a redução de R$ 118,8 milhões no resultado de equivalência patrimonial do IRB com a venda de ações em julho de 2019; e

3) a redução de R$ 73,6 milhões no resultado financeiro líquido da holding, impactado pela diminuição no saldo de aplicações financeiras, além da redução da taxa Selic.

Segundo a BB Seguridade, houve crescimento do resultado proveniente da BB Corretora (R$ 82,9 milhões), com incremento das receitas de corretagem e melhora da margem operacional. O grupo destaca ainda o aumento dos resultados advindos da Brasilcap (R$ 38,5 milhões) e da Brasilseg (R$ 25,9 milhões) no período.

Segundo a BB Seguridade, os prêmios emitidos atingiram R$ 10,386 bilhões em 2020, alta de 14,8%. O grupo destaca que esses prêmios mantiveram-se na tendência de crescimento que foi registrada ao longo de todo o ano, impulsionado pelo bom desempenho comercial nos segmentos: rural (22,7%), com o aumento da subvenção federal ao prêmio do seguro, a expansão da oferta de seguro agrícola para o público do Programa Nacional da Agricultura Familiar e a diversificação dos canais de distribuição por meio de parcerias com cooperativas rurais.

Outro destaque foi em relação ao seguro prestamista, impulsionado pelo lançamento de um novo produto em outubro de 2020 e pela melhora dos níveis de cancelamento. Assim como seguro vida (5,2%), que atingiu o mai

4T20

BB Seguridade, holding de seguros do Banco do Brasil, registrou lucro líquido ajustado de R$ 916,619 milhões no quarto e último trimestre do ano passado, cifra 19,1% menor que a registrada em igual período de 2019. Em relação aos três meses anteriores, foi identificada retração de 16,4%.

A queda do resultado trimestral foi influenciada, conforme explica a BB Seguridade no relatório que acompanha suas demonstrações financeiras, pelo resultado financeiro, que atingiu R$ 1,327 milhão nos três meses finais de 2020, recuo de 97,4% em comparação a igual período de 2019 e de 81% ante o trimestre anterior.

A BB Seguridade destaca que o resultado operacional não decorrente de juros das empresas do grupo foi positivo. De setembro dezembro, foi visto crescimento de 7% em relação a igual período de 2019.

No segmento de seguros, os prêmios emitidos cresceram 21,5% em relação ao mesmo período de 2019, para R$ 2,746 bilhões.

A sinistralidade subiu 5,3%, em movimento atribuído aumento na frequência e na severidade do segmento rural, consequência da estiagem no início da Safra Verão em diversas regiões do país causada pelo fenômeno La Niña, bem como da maior frequência de avisos em produtos com cobertura de vida, efeito decorrente da pandemia da Covid-19.

A receita total de previdência e seguros de outubro a dezembro de 2020 foi a maior desde 2016 para um último trimestre do ano, com alta de 11,7% ano a ano, para R$ 12,1 bilhões. As reservas de previdência chegaram a R$ 308 bilhões, acima dos R$ 290 bilhões de igual intervalo do ano anterior.

No caso do segmento de capitalização, a arrecadação com títulos de capitalização caiu 20,1% em relação ao mesmo período de 2019, para R$ 1,256 bilhão.

Dividendos 

A BB Seguridade informou ainda que pagará R$ 948.017.168,77 em dividendos, equivalente a 47% do lucro líquido do segundo semestre de 2020. O valor por ação atualizado até o dia 08 de fevereiro é de R$ 0,47573043285.

Os dividendos serão atualizados pela taxa Selic, da data do balanço (31 de dezembro de 2020) até a data do pagamento, em 25 de fevereiro, e terão como base a posição acionária de 11 de fevereiro de 2021, sendo as ações negociadas ex-dividendos a partir de 12 de fevereiro de 2021.

De acordo com a BB Seguridade, o valor referente ao segundo semestre, somado ao dividendo relativo ao primeiro semestre (95% do lucro líquido), totaliza o porcentual de distribuição do lucro do ano de 70% aprovado pelo Conselho de Administração em 30 de dezembro de 2020.

Guidance 2021

A expectativa para 2021 é seguir em alta, segundo as projeções do guidance publicadas nesta segunda-feira pela holding, após ter suspenso as estimativas em 2020 em razão das incertezas geradas pela pandemia. Para este ano, a previsão é que haja alta de 8% a 13% para o resultado operacional não decorrente de juros, em conta que exclui a holding.

Também é esperado aumento de 7% a 12% para os prêmios emitidos pela Brasilseg e de 4% a 7% para as reservas de previdência (PGBL e VGBL) da Brasilprev.

VISÃO DO MERCADO

BTG Pactual

BTG Pactual acredita que a BB Seguridademostrou boa resiliência durante a crise, o que torna a ação um bom carry defensivo. “Por outro lado, não vemos muito momentum no nome e continuamos a ver desafios de médio e longo prazo para a empresa, como sua grande dependência do Banco do Brasil”.

BTG Pactual mantém recomendação neutra, com preço-alvo de R$ 32,00.

XP Investimentos

Segundo análise da XP Investimentos, destaque positivo para o operacional, que apresentou melhora, crescendo 7% anualmente. Por outro lado, o desempenho financeiro negativo, com a seguradora sendo impactada pela menor Selic da história. A XP destacou um guidance positivo para 2021, com expectativa de crescimento no resultado operacional entre 8%-13%; “Por fim, continuamos positivos em relação a seguradora, baseados na nossa expectativa de risco-retorno favorável, dividendos fortes e alta rentabilidade”, avaliam os analistas.

XP Investimentos mantém recomendação de compra e preço-alvo de R$ 35.00.

Pensando em investir na BB Seguridade?

→ A empresa de seguros, previdência aberta e capitalização; e serviços de corretagem possui  R$ 57 bilhões de valor de mercado. Confira a Análise completa da empresa com informações exclusivas.

A BB Seguridade é o maior grupo segurador da América Latina e consolida todas as atividades de seguros do BB em uma única entidade que oferece uma ampla gama de produtos, incluindo fundos de pensão abertos, vida, P&C e títulos de capitalização. Historicamente, o Banco do Brasil sempre atuou no setor de seguros por meio de parcerias com diversas entidades privadas especializadas por meio de contratos de bancassurance. A reorganização societária teve início em 2008 e acabou criando a BB Seguridade em 2012.

Governança Corporativa

As ações da BB seguridade são negociadas no “Novo Mercado” da B3.

Composição Acionária

Acionistas Ações Participação
Banco do Brasil 1 1.325.000.000 66,25%
Ações em tesouraria 1 3.365.319 0,17%
Free Float 255.693 671.634.681 33,58%
Estrangeiros 875 535.963.486 26,80%
PJ 2.832 52.168.196 2,61%
PF 251.986 83.502.999 4,18%
Total 255.695 2.000.000.000 100,00%

Desempenho da empresa na B3

No último ano, as ações da BB Seguridade oscilaram entre a mínima de R$ 22,04 e a máxima de R$ 37,80. No último pregão antes da divulgação do resultado do 4T20, a empresa fechou em alta de 0,85%, negociada a R$ 28,52.

Confira o histórico da Porto Seguro (PSSA3)

Período Abertura Máximo Mínimo Preço Médio Vol Médio Variação VAR %
1 Semana 28,00 29,00 27,43 28,27 3.860.640 0,09 0,32%
1 Mês 29,68 30,45 27,43 28,64 4.332.216 -1,59 -5,36%
3 Meses 27,28 30,76 27,26 28,91 4.612.396 0,81 2,97%
6 Meses 28,80 30,76 23,61 27,20 4.489.313 -0,71 -2,47%
1 Ano 36,05 37,80 22,04 27,23 4.983.530 -7,96 -22,08%
3 Anos 31,50 38,88 22,04 28,49 4.106.758 -3,41 -10,83%
5 Anos 23,70 38,88 22,04 28,54 4.105.365 4,39 18,52%

Deixe um comentário