Totvs (TOTS3): Lucro líquido de R$ 294,9 milhões em 2020, alta de 40% em relação ao ano anterior

LinkedIn

A desenvolvedora de softwares TOTVS registrou lucro de R$ 294,9 milhões em 2020, alta de 40% em relação ao ano anterior. No acumulado do ano, o Ebitda avançou 26,7% ante 2019, para R$ 598,4 milhões, enquanto a margem Ebitda foi de 23,1%, 2,4 pontos percentuais a mais do que o registrado no ano anterior.

Os resultados da TOTVS (BOV:TOTS3) referente a suas operações do quarto trimestre de 2020 foram divulgados no dia 10/02/2021. Confira o Press Release completo!

⇒ Confira a agenda completa da divulgação dos resultados do 4T20 e referente ao ano de 2020. Confira a cobertura completa de todos os balanços referente ao ano de 2020 das empresas negociadas na B3.

A receita líquida no acumulado do ano somou R$ 2,59 bilhões, crescimento de 13,8% em comparação ao ano anterior.

4T20

A TOTVS registrou lucro líquido de R$ 96,1 milhões no quarto trimestre do ano passado, alta de 78,4% em relação ao mesmo período de 2019.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) foi de R$ 178,6 milhões no trimestre passado, alta de 63,5%. A margem Ebitda avançou 7,0 pontos percentuais em relação ao quarto trimestre de 2019, para 25,9%.

A receita líquida avançou 19,0% entre os trimestres, para R$ 689,4 milhões. A receita recorrente no trimestre passado foi de R$ 508,0 milhões, em alta de 13,7%.

O resultado aparentemente surpreendeu a própria TOTVS, ou pelo menos, foi o que disse o CEO da empresa, Dennis Herszkowicz, em nota divulgada a investidores.

De acordo com Herszkowicz, o desempenho ficou “muito acima do que imaginamos quando a pandemia começou”, quando a empresa se “preparou para o pior”.

“Em março nos preparamos para um cenário de incertezas com a possibilidade de falências de clientes, aumento de inadimplência e do churn, maior dificuldade de vender, implantar e atender. A recente entrada na dimensão de Techfin, com a aquisição da Supplier, trazia desafios novos e desconhecidos num momento difícil”, resume Herszkowicz.

VISÃO DO MERCADO

BTG Pactual

O BTG Pactual reiterou a recomendação de compra para as ações da Totvs e elevou de R$28,00 para R$38,00 o alvo para o papel, o que tem implícito um potencial de 23,2% de alta. O banco diz que a empresa não sofreu quase nada na pandemia e a que a área de softwares da empresa deve continuar melhorando. Também aposta no crescimento da subsidiária de serviços financeiros, a Techfin.

Credit Suisse

O Credit Suisse afirmou que a receita líquida ficou em linha com suas expectativas, mas que as receitas recorrentes bateram suas estimativas em 1%. O Ebitda ficou 3% acima da estimativa do Credit Suisse, indicando uma forte margem, de 23,23%, impulsionada por provisões e contingências mais baixas. Além disso, a divisão Supplier teve bons resultados, contribuindo com R$ 17 milhões para o lucro Ebitda, em linha com o Credit Suisse.

O banco mantém uma visão positiva de que o ritmo continuará forte para a Totvs em 2021, tanto nos negócios de software quanto fintechs.

Credit Suisse mantém recomendação de compra para a Totvs, com preço-alvo de R$ 35,00.

Pensando em investir na TOTVS?

A TOTVS provê soluções de negócios para empresas de todos os portes, atuando com softwares de gestão, plataformas de produtividade e colaboração e consultoria, com liderança absoluta no mercado SMB no Brasil. A Companhia foi a primeira empresa do setor de TI da América Latina a abrir capital.

A TOTVS está presente em 41 países com uma receita líquida de mais de R$2 bilhões e aproximadamente 7 mil funcionários. No Brasil, conta com 15 filiais, 52 territórios franqueados e 10 centros de desenvolvimento. No exterior, conta com mais 5 filiais e 2 centros de desenvolvimento (Estados Unidos e México).

→ A produtora de software Totvs possui R$ 17,8 bilhões de valor de mercadoConfira a Análise completa da empresa com informações exclusivas.

Governança Corporativa

A Companhia está listada no “Novo Mercado”, o mais avançado nível de governança corporativa das empresas listadas na Brasil, Bolsa, Balcão – B3, e adota práticas que excedem as exigências da legislação com referência à governança corporativa e aos direitos dos acionistas, conforme regras do Regulamento de Listagem do Novo Mercado.

A Companhia adota o “Código das Melhores Práticas de Governança Corporativa” desenvolvido pelo Instituto Brasileiro de Governança Corporativa – IBGC, a fim de afirmar as boas práticas de governança, mercado, ética profissional e nos negócios.

Composição Acionária

As ações da TOTVS são negociadas no Novo Mercado da Bolsa de Valores de São Paulo – B3 sob o ticker TOTS3 desde 09/03/2006. Atualmente a empresa possui um total de 577.913.181 ações.

ACIONISTA QTDE AÇÕES %
LC EH Participações e Empreendimentos S/A (*) 80.282.970 13,89%
BlackRock 35.950.839 6,22%
GIC Private Limited 30.107.693 5,21%
Constellation 30.090.381 5,21%
Laércio José de Lucena Cosentino 6.376.005 1,10%
HG Senta Pua Fia (*) 144.000 0,02%
Ações em Tesouraria 10.153.586 1,76%
Outros 384.807.707 66,58%
TOTAL DE AÇÕES 577.913.181 100,00%

Desempenho da empresa na B3

No último ano, as ações da TOTVS oscilaram entre a mínima de R$ 12,37 e a máxima de R$ 31,91. No último pregão antes da divulgação do resultado do 4T20, a empresa fechou em altaa de 1,88%, negociada a R$ 31,41.

As ações ordinárias da Totvs chegaram a liderar os ganhos do Ibovespa nesta quarta-feira (10), depois da revisão para cima de seu preço-alvo pelo BTG Pactual e expectativas positivas com o balanço do quarto trimestre da companhia tecnológica.

Confira o histórico da TOTVS (TOTS3)

Período Abertura Máxima Mínima Preço Médio Vol Médio Variação Variação %
1 Semana 30,36 31,69 29,28 30,12 3.879.220 1,05 3,46%
1 Mês 28,77 31,69 27,79 29,53 4.412.021 2,64 9,18%
3 Meses 27,21 31,69 24,95 27,47 6.720.775 4,20 15,44%
6 Meses 28,70 31,91 24,95 27,77 6.032.738 2,71 9,44%
1 Ano 25,2432 31,91 12,375 25,42 5.058.272 6,17 24,43%
3 Anos 10,0093 31,91 7,7836 22,64 2.419.880 21,40 213,81%
5 Anos 10,3758 31,91 7,0972 20,84 1.677.602 21,03 202,72%
* Com informações da ADVFN, RI das empresas, Valor, Infomoney, Estadão, Reuters

Deixe um comentário