ADVFN Logo

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Registration Strip Icon for discussion Cadastre-se para interagir em nossos fóruns de ativos e discutir com investidores ideias semelhantes.

Arezzo (ARZZ3): lucro líquido de R$ 87,3 milhões, queda de 38,1%

LinkedIn

A Arezzo registrou lucro líquido de R$ 87,3 milhões em 2020, queda de 38,1% em relação aos R$ 140,9 milhões de 2019.

Os resultados da Arezzo (BOV:ARZZ3) referentes suas operações do quarto trimestre de 2020 foram divulgados no dia 04/03/2021. Confira o Press Release completo!

⇒ Confira a agenda completa da divulgação dos resultados do 4T20 e referente ao ano de 2020. Confira a cobertura completa de todos os balanços referente ao ano de 2020 das empresas negociadas na B3.

O E-commerce apresentou crescimento de 145,3% em 2020, atingindo R$ 526,4 milhões de faturamento.

A receita líquida teve ligeira queda de 4,0% no comparativo anual, fechando 2020 com R$ 1,612 bilhão. Já o Ebtida ajusto do ano inteiro foi de R$ 226,9 milhões, queda de 15,6%.

4T20

No 4T20, a Arezzo teve lucro líquido de R$ 83,2 milhões, crescimento de 77,8% ante o mesmo período de 2019. O resultado, segundo a companhia, foi influenciado positivamente pela melhora operacional e pelos resultados com a incorporação do Grupo Reserva.

Por outro lado, fatores como maior variação cambial e o aumento das despesas financeiras, com maior volume de juros sobre financiamentos feitos durante a pandemia impactaram negativamente a última linha do balanço.

O Ebtida ajustado – lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização – cresceu 61,1%, para R$ 122,2 milhões.

A receita da fabricante de calçados e bolsas cresceu 38%, para R$ 644,6 milhões. No mercado externo, a receita cresceu 19,1% em reais e teve queda de 9,4% em dólares.

O resultado operacional (antes do financeiro) cresceu 24,7%, para R$ 94,8 milhões. no resultado financeiro, houve aumento de 349,5% na despesa financeira líquida para R$ 20,8 milhões.

2021

Os números obtidos pela Arezzo nos dois primeiros meses de 2021 foram “encorajadores”, segundo a avaliação da administração da fabricante de calçados que aparece no relatório sobre o desempenho em 2020.

A Arezzo diz que tem como prioridade para este ano o crescimento orgânico de suas marcas através de ganho de mercado, a integração do Grupo Reserva, o avanço da digitalização, a aquisição de novas marcas e a expansão no mercado americano.

Teleconferência

Arezzo, que recentemente adquiriu a Reserva e parte do brechó on-line Troc, tem interesse na compra de novas empresas, principalmente de vestuário feminino.

A afirmação foi feita hoje pelo diretor-presidente da companhia, Alexandre Café Birman, durante teleconferência de resultados do 4TRI.

Segundo ele, a Arezzo tem caixa robusto e o acesso a recursos no mercado não está restrito. Em outubro, a empresa comprou a Reserva, por R$ 715 milhões, e em novembro adquiriu 75% da Troc.

VISÃO DO MERCADO

Credit Suisse

O Credit Suisse afirmou que a Arezzo reportou fortes resultados no quarto trimestre, pela primeira vez incluindo as operações da Reserva, que adicionou R$ 90 milhões em vendas brutas no mês de dezembro.

“Olhando em números comparáveis (exceto Reserva e Vans), o faturamento das marcas orgânicas aumentou 9,7% ano a ano – o que é notável considerando o cenário desafiador para o consumo – impulsionado essencialmente por canais de comércio eletrônico e multimarcas”, diz o relatório.

A empresa também comunicou que as vendas de janeiro e fevereiro atingiram 88,1% e 93,5% das vendas de 2020, respectivamente, praticamente estável ao quarto trimestre, o que não aponta para nenhuma mudança significativa na tendência.

“Em termos de operação, existem alguns sinais encorajadores que indicam que alguns dos ganhos sustentáveis vieram para ficar. Destacamos as iniciativas digitais, já relevantes nos resultados, a contínua expansão da área de vendas, com abertura orgânica líquida de 44 lojas no quarto trimestre (se incluirmos a Reserva, a área de vendas aumenta 25%), a diluição dos custos gerais e administrativos, a assertividade de coleta e redução do tempo de entrega de vendas, que se traduziu em resultados de canais multimarcas muito fortes, e por fim a lucratividade das operações nos Estados Unidos em território positivo pelo segundo trimestre consecutivo”, diz o relatório.

Por fim o Credit apontou que a pandemia atingiu o segmento de moda, mas encontrou a Arezzo & Co relativamente melhor preparada para navegar em águas turbulentas. As vendas no canal on-line aumentaram fortemente, ajudando a minimizar a perda de receita e dando suporte a melhores margens brutas.

“No futuro, continuamos dando à Arezzo & Co o benefício da dúvida, dadas as fortes indicações e maior consolidação do mercado por meio de um crescimento orgânico relativamente mais acelerado e de fusões e aquisições. Em suma, permanecemos construtivos com a ação”, completou.

Credit Suisse mantém recomendação de compra, e o preço-alvo em R$ 65,00.

Pensando em investir na Arezzo?

A Arezzo&Co é líder no setor de calçados, bolsas e acessórios femininos no Brasil. Com 47 anos de história, comercializa atualmente mais de 13,5 milhões de pares de calçados por ano, além de bolsas e acessórios. Possui sete marcas – Arezzo, Schutz, Anacapri, Alexandre Birman, Fiever, Alme e Vans® – com produtos que se destacam pela qualidade, design, conforto e inovação.

→ A Arezzo foi fundada em 1972, pelos irmãos empreendedores Anderson e Jefferson Birman, a Arezzo é hoje a maior marca de varejo de calçados femininos fashion da América Latina, reunindo conceito, alta qualidade e design contemporâneo. A Arezzo possui R$ 7,27 bilhões de valor de mercado. Confira a Análise completa da empresa com informações exclusivas.

Governança Corporativa

As ações da Arezzo são negociadas no Novo Mercado da B3. A empresa realizou IPO no dia 28 de janeiro de 2011.

Composição Acionária

O capital social da Companhia é composto por 99.631.714 ações ordinárias, nominativas, escriturais e sem valor nominal.

Os nossos acionistas controladores são Srs. Anderson Lemos Birman e Alexandre Café Birman.

ACIONISTAS QUANTIDADE DE AÇÕES %
1. Controladores 45.670.336 45,84%
2. Administradores 6.330 0,01%
3. Ações em circulação 53.954.748 54,15%
3.1 Acionistas com 5% ou mais do capital
3.2 Demais acionistas 53.954.748 54,15%
Total 99.631.714 100,00%

Desempenho da empresa na B3

No último ano, as ações da Arezzo oscilaram entre a mínima de R$ 31,65 e a máxima de R$ 78,41. No último pregão antes da divulgação do resultado do 4T20, a empresa fechou em alta de 2,96%, negociada a R$ 73,00.

Confira o histórico da Arezzo (ARZZ3)

Período Abertura Máxima Mínima Preço Médio Vol Médio Variação Variação %
1 Semana 74,31 74,62 68,45 71,48 649.480 -1,31 -1,76%
1 Mês 73,20 78,41 68,45 74,04 611.378 -0,20 -0,27%
3 Meses 70,15 78,41 62,11 70,47 618.526 2,85 4,06%
6 Meses 58,63 78,41 52,51 64,96 671.197 14,37 24,51%
1 Ano 59,00 78,41 31,65 55,80 674.649 14,00 23,73%
3 Anos 56,14 78,41 31,65 54,03 486.660 16,86 30,03%
5 Anos 19,72 78,41 19,72 50,14 389.700 53,28 270,18%
* Com informações da ADVFN, RI das empresas, Valor, Infomoney, Estadão, Reuters

Deixe um comentário

Ao acessar os serviços da ADVFN você estará de acordo com os Termos e Condições

Support: (11) 4950 5808 | suporte@advfn.com.br