Cade aprova constituição do fundo Kortex pelos laboratórios Fleury e Sabin com capital que pode chegar até R$ 200 milhões

LinkedIn

A Superintendência-Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou a constituição do fundo Kortex Ventures pelos laboratórios Fleury e Sabin. O fundo terá capital de até R$ 200 milhões para investir em startups focadas em saúde digital, medicinas diagnóstica e personalizada.

O fundo tem um prazo de 10 anos que serão investidos ao longo dos 4 primeiros anos. A Companhia será detentora de uma participação de 70% e o Grupo Sabin de 30%.

Após essa operação a realização dos investimentos estará passível de aprovação por um comitê de investimentos. De acordo com as empresas, as obrigações de confidencialidade impostas aos membros do comitê de investimentos visam garantir que a operação não crie estruturas que facilitem a coordenação entre as partes por meio de troca de informações obtidas graças à participação nessa entidade.

Com essa iniciativa, a Companhia estará ainda mais conectada ao ecossistema de startups e healthtechs, tendo a oportunidade de acompanhar o desenvolvimento de negócios promissores e levar o que há de mais inovador aos seus clientes. A conclusão desta operação está condicionada à aprovação pelo CADE.

Lucro líquido de R$ 257 milhões em 2020, queda de 17,7%; Empresa aprova R$ 156,8 milhões em dividendos

O Grupo Fleury anunciou que seu lucro líquido entre janeiro e dezembro de 2020 somou R$ 257 milhões, queda de 17,7%.

Os resultados da Fleury referentes suas operações do quarto trimestre de 2020 foram divulgados no dia 25/02/2021. Confira o Press Release completo!

⇒ Confira a agenda completa da divulgação dos resultados do 4T20 e referente ao ano de 2020. Confira a cobertura completa de todos os balanços referente ao ano de 2020 das empresas negociadas na B3.

O Ebtida – lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização – foi de R$ 837,5 milhões no montante anual, queda de 4,9% em relação a 2019.

4T20

O Grupo Fleury anunciou que seu lucro líquido de outubro a dezembro somou R$ 139,5 milhões, um salto de 148,7% na comparação anual. Em bases recorrentes, o lucro saltou de R$ 56 milhões para R$ 155,5 milhões no período.

O Fleury teve um salto no lucro do quarto trimestre, com o salto na procura por testes de Covid-19 e a retomada por exames e atendimentos após a flexibilização no isolamento social impulsionando receitas do grupo de diagnósticos médicos.

A receita líquida do Fleury somou R$ 928,2 milhões no trimestre, um aumento de 28,9%, com os exames de Covid-19, representando 11,1% na receita bruta e as operações em hospitais apresentaram aumento de 38,8% no faturamento.

 

 

Deixe um comentário