Fleury (FLRY3): lucro líquido de R$ 257 milhões em 2020, queda de 17,7%; Empresa aprova R$ 156,8 milhões em dividendos

LinkedIn

O Grupo Fleury anunciou que seu lucro líquido entre janeiro e dezembro de 2020 somou R$ 257 milhões, queda de 17,7%.

Os resultados da Fleury (BOV:FLRY3) referentes suas operações do quarto trimestre de 2020 foram divulgados no dia 25/02/2021. Confira o Press Release completo!

⇒ Confira a agenda completa da divulgação dos resultados do 4T20 e referente ao ano de 2020. Confira a cobertura completa de todos os balanços referente ao ano de 2020 das empresas negociadas na B3.

O Ebtida – lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização – foi de R$ 837,5 milhões no montante anual, queda de 4,9% em relação a 2019.

No acumulado do ano, a margem Ebtida teve queda, de 30,3% em 2019 para 28,2% no ano passado.

Em 2020, a receita do Fleury somou R$ 2,9 bilhões, avanço de 2,3%.

4T20

O Grupo Fleury anunciou que seu lucro líquido de outubro a dezembro somou R$ 139,5 milhões, um salto de 148,7% na comparação anual. Em bases recorrentes, o lucro saltou de R$ 56 milhões para R$ 155,5 milhões no período.

O Fleury teve um salto no lucro do quarto trimestre, com o salto na procura por testes de Covid-19 e a retomada por exames e atendimentos após a flexibilização no isolamento social impulsionando receitas do grupo de diagnósticos médicos.

A receita líquida do Fleury somou R$ 928,2 milhões no trimestre, um aumento de 28,9%, com os exames de Covid-19, representando 11,1% na receita bruta e as operações em hospitais apresentaram aumento de 38,8% no faturamento.

Além disso, a gradual flexibilização das medidas de isolamento social permitiu a retomada de atendimentos e de exames de rotina, que tiveram altas ano a ano de 17,6% e 12,2%, respectivamente.

Com isso, o resultado operacional medido pelo lucro antes de impostos, juros, depreciação e amortização (Ebitda) somou R$  298,1 milhões,  alta de 52,8% sobre um ano antes, com margem de 32,1%, alta de 5 pontos percentuais.

O segmento de genômica registrou alta de 24,3% na receita bruta, para R$ 18,5 milhões no último trimestre. O Fleury destaca o lançamento da marca Sommos DNA, realizado em dezembro.

Os atendimentos em unidades hospitalares e laboratórios de referência, no chamado B2B, cresceram 40,7% no período, somando receita de R$ 175,1 milhões.

Os valores não repassados por planos de saúde, as chamadas glosas, avançaram 5,6% no comparativo trimestral. O montante foi de R$ 9,9 milhões, o que representa 1% da receita bruta. No quarto trimestre de 2019, o indicador era de 1,36%.

Dividendos

O conselho de administração do Fleury aprovou hoje o pagamento de R$ 156,8 milhões em dividendos, o equivalente a R$ 0,4943 por ação. O montante será imputado aos dividendos do exercício de 2020.

O pagamento será feito em 2 de abril para acionistas posicionados em 2 de março. A partir de 3 de março, as ações serão negociadas sem direito ao provento.

Teleconferência

A retomada de exames eletivos em unidades de atendimento da rede de medicina diagnóstica Fleury, que teve início no terceiro trimestre, se manteve em outubro e novembro e acelerou em dezembro, segundo a administração da empresa em teleconferência com analistas nesta sexta-feira (26). Agora, com restrições de eventos do início do ano como festas de Réveillon e Carnaval, a companhia tem observado um ritmo forte de receita no começo de 2021, explicou o presidente do Fleury, Carlos Marinelli.

“O cenário tem sido favorável em relação ao ano-calendário já que o ano começou sem eventos de deslocamentos, em especial nos grandes centros, que é onde estamos. Além disso, as pessoas têm, neste momento, uma preocupação maior com saúde, com o cuidar de si e dos seus”, afirmou.

De acordo com o executivo, mais do que uma recuperação por demanda reprimida, a retomada dos exames eletivos têm acontecido por uma mudança de hábitos dos clientes, que têm olhado para a própria saúde de forma mais preventiva.

“O mix de exames está diferente. Ainda estamos entendendo essa nova demanda, mas o que estamos vendo fortemente são as pessoas procurando os serviços tentando se manter saudáveis.”

O diretor financeiro, Fernando Leão, destacou que a receita bruta do Fleury bateu recorde no último trimestre de 2020, chegando a R$ 1 bilhão. “Todas as marcas do grupo cresceram no quarto trimestre, com destaque para as marcas Fleury, a+ e as regionais, que cresceram 24%, 21% e 61%, respectivamente.”

Saúde iD

Pelo Saúde iD, o paciente pode agendar e realizar teleconsultas, consultas presenciais, marcar e acessar resultados de exames diagnósticos, consultar seu prontuário eletrônico, autogerenciar seus problemas de saúde (doenças crônicas) e, no futuro, ter acesso a um marketplace que oferecerá desde a venda e a entrega de medicamentos a kits de alimentação saudável, bens de consumo e ofertas para adoção de hábitos saudáveis. Até o fim do ano, 200 mil teleconsultas foram feitas pela Saúde iD.

A plataforma digital de serviços Saúde iD foi lançada em setembro de 2020, já com 7 milhões de vidas e atendendo ao cliente final. Na primeira fase, a plataforma estava disponível para operadoras e empresas que contratam serviços de saúde para seus colaboradores.

Iniciativas de inovação como a plataforma de serviços Saúde iD são uma das apostas de crescimento da administração da rede de laboratórios. Na teleconferência, Marinelli afirmou que esses novos negócios fazem a empresa deixar de ser exclusivamente de medicina diagnóstica e expandir para outros serviços de saúde.

“Nos coloca como uma empresa de saúde, capaz de capturar novas fontes de receita por meio do mesmo cliente”. Ainda de acordo com ele, essas novas frentes não tiram o foco da companhia.

“A gente faz investimento [no Saúde iD] intensamente, mas a gente mantém a companhia extremamente saudável financeiramente e do ponto de vista de retorno pro acionista”, argumenta Marinelli.

Segundo, ele, embora o negócio ainda esteja começando, o potencial de crescimento é grande. “No comparativo com os números da empresa [o faturamento do Saúde iD] é pequeno, mas é algo que nunca tínhamos feito antes, bem diferente, e tem um ganho enorme. O serviço tem sido bem recebido e recebido muito acesso.”

Marinelli defende que o Saúde iD se consolidará como um “hub de serviços de saúde”, tendo como vantagem o fato de conseguir integrar a informação e a jornada do cliente, o que faz do sistema mais eficiente.

VISÃO DO MERCADO

Bradesco BBI

Segundo o Bradesco BBI, o plano de aquisições pode reduzir pressão nas margens da Fleury e espera quesegmento de diagnóstico continue se consolidando.

Bradesco BBI mantém recomendação neutra, com preço-alvo em R$ 29,00.

Santander 

Santander diz que resultados reforçam forte posicionamento e execução.

Santander mantém recomendação neutra, com preço-alvo de R$ 29,20.

 

Pensando em investir na Fleury?

É uma prestadora de serviços médicos e medicina diagnóstica. Consultoria, assessoria, cursos e palestras na área da saúde, bem como a prestação de serviços que visem a promoção de saúde.

→ A Fleury possui R$ 8,48 bilhões de valor de mercado. Confira a Análise completa da empresa com informações exclusivas.

Governança Corporativa

Desde a sua abertura de capital, em 14 de dezembro de 2009, a Companhia aderiu ao Novo Mercado, segmento de listagem com os mais altos padrões de Governança Corporativa da B3.

Desempenho da empresa na B3

No último ano, as ações da Fleury oscilaram entre a mínima de R$ 17,15 e a máxima de R$ 32,15. No último pregão antes da divulgação do resultado do 4T20, a empresa fechou estável, negociada a R$ 26,97.

Confira o histórico da Fleury (FLRY3)

Período Abertura Máxima Mínima Preço Médio Vol Médio Variação Variação %
1 Semana 27,64 27,98 26,34 27,01 1.644.440 -0,81 -2,93%
1 Mês 26,59 28,99 26,12 27,59 1.752.739 0,24 0,9%
3 Meses 27,26 28,99 25,32 27,23 1.727.058 -0,43 -1,58%
6 Meses 25,44 29,81 24,96 27,44 1.952.683 1,39 5,46%
1 Ano 30,50 32,15 17,15 25,22 2.450.069 -3,67 -12,03%
3 Anos 28,72 34,09 17,15 24,62 2.056.208 -1,89 -6,58%
5 Anos 7,995 34,09 7,95 24,66 1.634.115 18,84 235,58%
* Com informações da ADVFN, RI das empresas, Valor, Infomoney, Estadão, Reuters

Deixe um comentário