Confira os Indicadores Econômicos desta quarta-feira (31/03/2021)

LinkedIn

Confira os principais indicadores econômicos desta hoje, em destaque o presidente Joe Biden revelou um pacote de infraestrutura de mais de US$ 2 trilhões nesta quarta-feira, enquanto seu governo muda seu foco para apoiar a economia pós-pandemia.

Brasil

  • PNAD: Desemprego fica estável em 14,2% no trimestre encerrado em janeiro

O número de pessoas desempregadas no Brasil foi estimado em 14,3 milhões no trimestre encerrado em janeiro. Embora a taxa de desocupação tenha ficado estável em 14,2% frente ao trimestre anterior, é a mais alta para um trimestre até janeiro. Já o contingente de pessoas ocupadas aumentou 2% e chegou a 86 milhões. Isso representa 1,7 milhão de pessoas a mais no mercado de trabalho em relação ao trimestre encerrado em outubro.

Os dados são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua), divulgada hoje (31) pelo IBGE.

A maior parte desse aumento na ocupação veio da população informal. O número de empregados sem carteira assinada no setor privado subiu 3,6% em relação ao trimestre anterior, o que representa um aumento de 339 mil pessoas. Já os trabalhadores por conta própria sem CNPJ aumentaram em 4,8% no mesmo período, totalizando 826 mil pessoas a mais. Os trabalhadores domésticos sem carteira, após crescerem 5,2% frente ao trimestre anterior, somam 3,6 milhões de pessoas.

  • Setor público consolidado registrou déficit primário de R$ 11,8 bilhões em fevereiro

O setor público consolidado registrou déficit primário de R$ 11,8 bilhões em fevereiro, ante déficit de R$ 20,9 bilhões no mesmo mês de 2020. O déficit primário do governo central atingiu R$ 22,5 bilhões, enquanto os governos regionais e as empresas estatais foram, na ordem, superavitárias em R$ 10,5 bilhões e R$ 212 milhões.

No acumulado do primeiro bimestre, o resultado primário do setor público consolidado foi superavitário em R$ 46,6 bilhões, ante superávit de R$ 35,4 bilhões no mesmo período do ano anterior.

Os juros nominais do setor público consolidado, apropriados por competência, somaram R$ 29,2 bilhões em fevereiro de 2021, comparativamente a R$ 28,5 bilhões em fevereiro de 2020. No acumulado em doze meses, os juros nominais alcançaram R$ 316,5 bilhões (4,22% do PIB) em fevereiro de 2021 e R$ 382,0 bilhões (5,12% do PIB) nos doze meses terminados em fevereiro de 2020.

O resultado nominal do setor público consolidado, que inclui o resultado primário e os juros nominais apropriados, foi deficitário em R$ 41,0 bilhões em fevereiro. No acumulado em doze meses, o déficit nominal alcançou R$ 1.008,2 bilhões (13,45% do PIB) em fevereiro de 2021, ante déficit de R$ 1.016,6 bilhões (13,62% do PIB) em janeiro.

  • Fluxo cambial total em março até dia 26 está negativo em US$ 1,481 bilhão

O fluxo cambial do ano até 26 de março ficou positivo em US$ 5,674 bilhões, informou nesta quarta-feira, 31, o Banco Central. Em igual período do ano passado, o resultado era negativo em US$ 10,791 bilhões.

A entrada pelo canal financeiro neste ano até 26 de março foi de US$ 1,542 bilhão. O resultado é fruto de aportes no valor de US$ 129,819 bilhões e de envios no total de US$ 128,277 bilhões. O segmento reúne os investimentos estrangeiros diretos e em carteira, remessas de lucro e pagamento de juros, entre outras operações.

No comércio exterior, o saldo anual acumulado até 26 de março ficou positivo em US$ 4,132 bilhões, com importações de US$ 48,207 bilhões e exportações de US$ 52,339 bilhões. Nas exportações estão incluídos US$ 6,535 bilhões em Adiantamento de Contrato de Câmbio (ACC), US$ 14,409 bilhões em Pagamento Antecipado (PA) e US$ 31,395 bilhões em outras entradas.

Estados Unidos

  • Presidente Biden revela seu plano de infraestrutura de US$ 2 trilhões – aqui estão os detalhes

O presidente Joe Biden revelou um pacote de infraestrutura de mais de US$ 2 trilhões nesta quarta-feira, enquanto seu governo muda seu foco para apoiar a economia pós-pandemia.

O plano que Biden delineou hoje, inclui cerca de US$ 2 trilhões em gastos ao longo de oito anos e aumentaria a percentual do imposto corporativo para 28% para financiá-lo, disse um funcionário do governo a repórteres na noite de terça-feira, falando sob condição de anonimato antes do anúncio.

A Casa Branca disse que o aumento de impostos, combinado com medidas destinadas a impedir o offshoring de lucros, financiará o plano de infraestrutura em 15 anos.

  • Estoques de Petróleo dos EUA caíram em 0,9 milhões de barris, diz EIA

As entradas dos insumos de petróleo nas refinarias dos Estados Unidos para a semana fechada em 26 de março ficaram, em média, a 14,9 milhões de barris por dia, ou seja, 0,6 milhões de barris por dia a mais do que a média da semana anterior.

Os dados são da Agência de Energia dos Estados Unidos e foram apresentados hoje.

Os estoques de petróleo bruto comercial dos Estados Unidos (excluindo aqueles na Reserva Estratégica de Petróleo) caíram 0,9 milhões de barris em relação à semana anterior. O volume ficou abaixo da estimativa de queda em 1,3 milhão de barris. Com 501,8 milhões de barris, os estoques de petróleo bruto dos Estados Unidos estão cerca de 6% acima da média de cinco anos para esta época do ano. Os estoques totais de petróleo comercial recuaram 1,3 milhão de barris na semana passada.

A produção de gasolina subiu, em média, a 9,3 milhões de bpd. A produção de combustível destilado aumentou na semana passada, em média, a 4,7 milhões de bpd.

  • PMI de Chicago subiu para 66,3 em março

O índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) dos EUA medido pelo Instituto para Gestão da Oferta (ISM, na sigla em inglês) de Chicago subiu de 59,5 em fevereiro para 66,3 em março, atingindo o maior nível desde julho de 2018, segundo pesquisa divulgada nesta quarta-feira, 31.O resultado superou a expectativa de analistas consultados pelo The Wall Street Journal, que previam alta do indicador a 60,3.

  • Criação de vagas no setor privado dos EUA aumenta em março

Os empregadores privados dos Estados Unidos aumentaram as contratações em março, uma vez que mais norte-americanos se vacinaram contra a Covid-19, levando a economia apara uma reabertura mais ampla, o que deve desencadear uma forte onda de demanda reprimida nos próximos meses.

As folhas de pagamento privadas aumentaram 517.000 empregos no mês passado, mostrou o Relatório Nacional de Emprego da ADP na quarta-feira. Os dados de fevereiro foram revisados ​​para mostrar 176.000 empregos adicionados em vez dos 117.000 relatados inicialmente.

Economistas ouvidos pela Reuters previam que a folha de pagamento privada aumentaria 550.000 empregos em março.O relatório ADP é desenvolvido em conjunto com a Moody’s Analytics.

O relatório tem um histórico muito fraco de previsão da contagem das folhas de pagamento privadas no relatório de emprego mais abrangente e monitorado do governo, devido às diferenças de metodologia. No entanto, o aumento nas contratações em março está alinhado com a recente melhora nas condições do mercado de trabalho.

  • OPEP+ reduz previsão de crescimento da demanda de petróleo

A OPEP+ reduziu sua previsão de crescimento da demanda de petróleo em 2021 em 300.000 barris por dia, refletindo as preocupações sobre a recuperação do mercado em meio a uma onda de novos bloqueios de coronavírus.

O Comitê Técnico Conjunto, que assessora o grupo de nações produtoras de petróleo que inclui Arábia Saudita e Rússia, se reuniu na terça-feira antes de uma reunião ministerial na quinta-feira para decidir a política de produção.

“Apesar da desestocagem contínua de ações comerciais da OCDE, elas permanecem acima da média de 2015-2019, embora reconhecendo que a volatilidade prevalecente na estrutura do mercado é um sinal de condições de mercado frágeis”, disse o painel no relatório.

Em seu cenário base, ela agora espera que a demanda por petróleo cresça 5,6 milhões de barris por dia este ano, uma queda de 300.000 bpd em relação à previsão anterior. Ele também aumentou sua previsão de crescimento da oferta global de 200.000 bpd para 1,6 milhão de bpd.

Como resultado, ele agora vê os estoques de petróleo no mundo industrializado caindo abaixo da média de 2015-2019 em agosto, um mês depois do previsto anteriormente.

Alemanha

  • Taxa de desemprego na Alemanha caiu em março, apesar do bloqueio prolongado

A taxa de desemprego na Alemanha caiu em março, já que as medidas de bloqueio para conter o coronavírus na maior economia da Europa tiveram um efeito limitado no mercado de trabalho.

O Escritório Federal do Trabalho disse nesta quarta-feira, que o número de pessoas desempregadas caiu em 8.000 em termos ajustados sazonalmente, para 2,745 milhões. A taxa de desemprego permaneceu inalterada em relação ao mês anterior em 6,0%.

A Alemanha está lutando para controlar uma terceira onda da pandemia e está bloqueada desde novembro, embora algumas medidas tenham sido abrandadas no início de março com a reabertura de escolas e cabeleireiros.

Cerca de 2,85 milhões de funcionários tiveram suas horas de trabalho reduzidas em janeiro sob um esquema do governo criado para evitar demissões em massa durante a recessão, oferecendo às empresas subsídios para manter os trabalhadores na folha de pagamento.

Zona do Euro

  • Índice de preços ao consumidor da zona do euro subiu 1,3% em março

O índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) da zona do euro subiu 1,3% em março ante igual mês do ano passado, ganhando força ante o acréscimo anual de 0,9% verificado em fevereiro, segundo dados preliminares divulgados nesta quarta-feira pela agência de estatísticas da União Europeia, a Eurostat.

O resultado veio em linha com a previsão de analistas consultados pelo The Wall Street Journal. Apesar do avanço, a inflação de março permanece bem abaixo da meta do Banco Central Europeu (BCE), que é de uma taxa ligeiramente inferior a 2%.

Reino Unido

  • PIB do Reino Unido cresceu 1,3% no quarto trimestre de 2020

O Produto Interno Bruto (PIB) do Reino Unido cresceu 1,3% no quarto trimestre de 2020 ante o terceiro trimestre, segundo dados finais divulgados nesta quarta-feira pelo ONS, como é conhecido o escritório de estatísticas do país.
Já na comparação anual, o PIB britânico encolheu 7,3% entre outubro e dezembro em meio aos efeitos da pandemia de covid-19.

Os resultados superaram as estimativas originais e as previsões de analistas consultados pelo The Wall Street Journal, de alta trimestral de 1% e queda anual de 7,8%.

Deixe um comentário