BlackRock passou a deter 10,94% de ações PN da Cemig

LinkedIn
A Cemig divulgou que a BlackRock reduziu sua participação acionária na empresa para 10,94%.
A Gestora agora possui 75.053.100 ações preferenciais e 35.556.021 ADRs representativos de ações preferenciais, totalizando 110.609.121 ações preferenciais, representando aproximadamente 10,94% do total de ações preferenciais emitidas pela Companhia, e 2.754.570 instrumentos financeiros derivativos referenciados em ações preferenciais com liquidação financeira, representando aproximadamente 0,27% do total de ações preferenciais emitidas pela Companhia.
O comunicado foi feito pela empresa (BOV:CMIG3) (BOV:CMIG4) nesta quinta-feira (22) depois do pregão. Veja o documento na íntegra!
BlackRock declara também que tal participação não tem o objetivo de alterar a composição do controle ou a estrutura administrativa da sociedade.
A Cemig tem como controlador o governo mineiro, que detém quase 51% das ações ordinárias da companhia, com direito a voto, e cerca de 17% do capital social total.

A elétrica mineira ainda tem como acionista relevante o fundo de investimento em ações FIA Dinâmica Energia, com 10,86% de participação total– sendo 25,5% das ações ordinárias e 3,49% das preferenciais, segundo informações do site da Cemig.

 A Cemig pretende divulgar os resultados do 1T21 no dia 14 de maio.

Lucro líquido de R$ 2,6 bilhões da Cemig em 2020, recuo de 10,3%

A Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) registrou lucro líquido de R$ 2,864 bilhões em 2020, recuo de 10,3% em comparação com 2019.

No ano, a receita líquida recuou 1%, para R$ 25,228 bilhões. Já o Ebitda, cresceu 29,7%, para R$ 5,694 bilhões. Já o Ebitda no critério ajustado – que exclui itens considerados não recorrentes – atingiu R$ 4,875 bilhões no ano, expansão de 7,1%.

Deixe um comentário