Energisa: volume de energia vendida no 1TRI cai 0,8% contra igual intervalo de 2020

LinkedIn

O volume de energia vendido pela Energisa no primeiro trimestre de 2021 caiu 0,8% em relação ao mesmo período de 2020, quando se consideram os mercados cativo e livre.

O comunicado foi feito pela empresa (BOV:ENGI11), nesta quinta-feira (22).

No período, houve recuo de 3,3% no volume para os clientes cativos, e alta de 12,1% no mercado livre.

Somente em março, o total consolidado da Energisa teve alta de 0,7%, com queda de 2,4% entre os clientes cativos e alta de 16,3% no mercado livre.

Entre janeiro e março, as maiores quedas no volume para clientes cativos foram registradas entre os clientes dos setores de Indústria e Comércio, com 13,4% e 13%, respectivamente. E os clientes comerciais foram os responsáveis pelo maior crescimento dentro do mercado livre, de 32,3%. Entre os clientes residenciais, houve alta de 1,1% no consumo durante o primeiro trimestre.

Em relação às regiões de atuação da Energisa, a única que apresentou alta no consumo foi a Sudeste/Sul, de 2,4% no primeiro trimestre. O pior desempenho ficou com a região Norte, com queda de 4%

A empresa pretende divulgar os resultados do 1T21 no dia 13 de maio.

 Confira a agenda completa da divulgação dos resultados do 1T21

Lucro líquido de R$ 1,6 bilhão em 2020, alta de 204,9% na comparação anual

O Grupo Energisa teve lucro líquido de R$ 1,607 bilhão em 2020, alta de 204,9% em comparação com os R$ 527,2 milhões do ano anterior.

O Ebitda ajustado subiu 12,3%, para R$ 4,31 bilhões. Já a receita líquida da companhia saltou 6,2% na mesma comparação, para R$ 17,97 bilhões.

Deixe um comentário