JBS aprova distribuição de dividendos no valor de R$ 1 bilhão

LinkedIn

A Assembleia Geral Ordinária e Extraordinária da JBS aprovou a distribuição de dividendos mínimos obrigatórios no valor de R$ 1.092.098.920,27 e dividendos adicionais no valor de R$ 1.419.036.849,73.

O comunicado foi feito pela empresa (BOV:JBSS3), nesta quarta-feira (28).

O total global é de R$ 2.511.135.770,00 equivalentes a R$ 1,01667969 por ação ordinária.

Os dividendos serão pagos de acordo com as posições acionárias existentes no encerramento do pregão da B3 nesta quarta-feira, 28 de abril.

As ações da JBS serão negociadas ex-dividendos a partir do dia 29 de abril de 2021.

O pagamento dos dividendos será realizado em 5 de maio de 2021.

As informações foram divulgadas após o fechamento do mercado.

A JBS pretende divulgar os resultados do 1T21 no dia 13 de maio.

Lucro líquido de R$ 4,6 bilhões em 2020, queda de 24,2%; No 4T20, lucro dispara 65%

Em 2020, o lucro líquido da JBS totalizou R$ 4,6 bilhões, o que significa uma redução de 24,2% em relação aos R$ 6 bilhões do ano anterior. Essa queda, porém, reflete o prejuízo não caixa do primeiro trimestre, quando a alta do dólar pesou sobre o valor das dívidas em moeda estrangeira. Não fosse isso, o resultado da companhia brasileira de carnes teria ficado perto dos R$ 10 bilhões.

No acumulado de 2020, o Ebitda ajustado totalizou R$ 29,5 bilhões, um incremento de 48,7%. Assim, a margem Ebitda caiu 0,7 ponto no trimestre, para 9,9%, mas aumentou 1,2 ponto no ano, para 10,9%.

Em 2020, a receita líquida aumentou 32,1%, ultrapassando R$ 270 bilhões pela primeira vez.

A JBS encerrou 2020 com R$19,7 bilhões em caixa. Adicionalmente, a JBS USA possui US$2,0 bilhões disponíveis em linhas de crédito rotativas e garantidas, equivalentes a R$10,2 bilhões ao câmbio de fechamento do trimestre, o que confere à JBS uma disponibilidade total de R$29,9 bilhões, mais de seis vezes superior a sua dívida de curto prazo.

Deixe um comentário