Multiplan (MULT3): lucro líquido de R$ 46,3 milhões no primeiro trimestre, queda de 73,9%

LinkedIn

A operadora de shopping centers Multiplan registrou, no primeiro trimestre, um lucro líquido de R$ 46,3 milhões, queda de 73,9% em relação aos R$ 177,7 milhões registrados no mesmo período de 2020, impactada por medidas de isolamento social que atingiram a receita.

Os resultados foram impactados pelas restrições de operação, em 63% do horário regular e aluguéis com 72,3% do nível do 1T20. A queda do lucro líquido ano contra ano foi parcialmente compensada pela redução de 39,1% do resultado financeiro em função das recentes renegociações de dividas, redução da taxa básica (Selic) e uma menor depreciação, disse a companhia.

“Nenhum shopping operou em seu horário regular, fevereiro deste ano teve um sábado a menos e feriados adicionais foram decretados em algumas cidades do Brasil o que impactou negativamente os números de vendas ao longo do trimestre”, afirmou a companhia no balanço. O indicador de vendas mesmas lojas caiu 28,6% sobre o mesmo período do ano passado.

receita operacional líquida foi de R$ 265,9 milhões, recuo de 18,4% na comparação anual, afetado por quedas de cerca de 20% nas receitas com aluguel e de serviços, além de retrocesso de 45,6% nas receitas com estacionamento.

A empresa afirmou que manteve “caso a caso” condições facilitadas de operação para os lojistas criadas em 2020, algo que incluiu redução de aluguel, condomínio e outras taxas.

O Resultado Operacional Líquido (NOI) foi R$201.1 milhões no 1T21, 32,5% abaixo do 1T20, com uma margem de 77,9%, reflexo da redução das receitas operacionais e do aumento nas despesas de propriedades durante o período.

O Ebitda – juros, impostos, depreciação e amortização – foi de R$ 131,2 milhões, queda de 61,8%.

Vendas

Nos últimos 12 meses, a correlação entre vendas e horário de funcionamento tem sido forte, refletindo o desejo dos clientes de incluir os shoppings em seu dia a dia assim que reabrirem. Em muitos casos, as vendas por horário de funcionamento superaram o desempenho dos anos anteriores.

No trimestre, no período, as vendas totais caíram 26,8%, devido à redução do horário de funcionamento dos shoppings no período. As receitas de locação caíram 20,7%, para R$ 187,2 milhões, na comparação anual. A taxa de ocupação no trimestre alcançou 94,6%, retração de 3,3 pp na comparação com o mesmo período de 2020.

A Área Bruta Total (ABL) final da Multiplan ao final do período somava 836.382 metros quadrados (m/2), com uma participação média de 80,1% em 19 shopping centers.

No trimestre, a companhia trocou 2,1% da ABL total, ou 16.594 m/2, acima de 7.600 m/2 na mesma base de comparação. Ao final de março,

As vendas nas mesmas lojas (SSS) diminuíram 26,8% no 1T21, principalmente devido à redução do horário de funcionamento dos shoppings no período (63,0% das horas em operação no 1T21 vis-à-vis 85,5% no 1T20).

Os resultados da Multiplan (BOV:MULT3) referente a suas operações do quarto trimestre de 2020 foram divulgados no dia 28/04/2021. Confira o Press Release completo!

Teleconferência

De acordo com o presidente da Multiplan, José Isac Peres, o setor de shopping centers voltará ao vigor e há demanda reprimida, segundo o. Além disso, a situação financeira da companhia é tranquila, acrescentou, durante teleconferência.

Considerando que não há eventos como teatros ou cinemas, a capacidade dos shoppings ficou reduzida a 50%. Hoje, esse percentual está na casa de 77%. Peres informou que os shopping centers da Multiplan funcionaram por 647 horas entre janeiro e março, ante 1028 horas antes da adoção das medidas restritivas por causa da covid-19.

Peres também defendeu que os shoppings são ambientes controlados e higiênicos. “As autoridades estão entendendo que não podem mais asfixiar o comércio, isso gera desemprego de milhões de pessoas. A crise está passando”, afirmou. “Estamos prontos para superar desafios”, disse o executivo.

O momento atual causado pela pandemia do novo coronavírus é um dos piores já enfrentados, mas a situação financeira é confortável em relação a crises anteriores. Hoje, a dívida da Multiplan em relação ao valor dos ativos é de 10,3%, enquanto o custo financeiro da empresa é de 3,86% — esse indicador já foi de 150% no passado.

Segundo o diretor vice-presidente financeiro e de relações com investidores da Multiplan, Armando D’Almeida Neto: “Os 25 maiores grupos varejistas representam apenas 26,95% da receita da companhia (Multiplan). Isso mostra a diversificação que temos”, afirmou. O varejista, acrescentou, procura bons pontos e shoppings bem geridos, que atraiam o público.

VISÃO DO MERCADO

Safra

Para o Safra, a Multiplan sentiu mais uma vez os impactos negativos de medidas mais rígidas de distanciamento social, que afetaram suas operações ao final do 1T21.

Em resumo, as horas de operação dos shoppings da Multiplan atingiram cerca de 63% das horas normais de operação (vs. 85,5% no 1T20), levando as vendas totais a cair 28% a/a, para R$ 2,3 bilhões. Como resultado, a empresa teve que aumentar os descontos de aluguel para apoiar os varejistas e preservar sua saúde financeira, o que impactou as receitas de aluguel em 21% a/a, para R$ 187 milhões no 1T21.

Enquanto isso, impulsionado pelas restrições de circulação mais duras impostas pelos governos locais, as receitas de estacionamento apresentaram um grande retrocesso, caindo 46% a/a, para R$ 25 milhões.

Em meio ao pior ambiente de negócios, a empresa também registrou uma deterioração de 120 bps na taxa de ocupação, parcialmente impulsionada pela saída recente de uma rede de fast fashion do portfólio da Multiplan, responsável por 64 bps dessa queda.

Pelo lado positivo, a Multiplan apresentou um giro de portfólio de 2,1% do total de ABL administrado no 1T21, ou 16,6 mil m², o maior volume registrado desde o IPO da empresa. Ao todo, foram locadas 99 novas lojas, refletindo o contínuo interesse das lojas satélites, responsáveis por 94 espaços.

O FFO ajustado atingiu R$ 67 milhões, com margem ajustada de 25,3%, representando uma deterioração de 43 p.p. a/a. Isso foi impulsionado principalmente pela menor eficiência operacional e maiores provisões devido ao aumento de 830 bps na taxa de inadimplência líquida da empresa.

Como a receita líquida da Multiplan caiu 18% a/a, o lucro líquido da empresa sofreu os impactos da redução da alavancagem operacional e caiu para R$ 46 milhões, de R$ 128 milhões no 1T20.

Além disso, a empresa apresentou R$ 28 milhões em ‘outras despesas operacionais’, após registrar R$ 66 milhões positivos em ‘outras receitas operacionais’ no 1T20.

Por outro lado, a deterioração da linha de base foi parcialmente compensada pela melhora de 39% no resultado financeiro da empresa, que foi impulsionada por renegociações recentes de dívidas e pela redução acentuada da taxa Selic.

Safra tem recomendação de compra com preço-alvo de R$ 31,30…

XP Investimentos 

A XP destaca que a companhia reportou resultados abaixo do esperado referente ao primeiro trimestre de 2021, em grande parte devido aos impactos da recente rodada de restrições durante o trimestre e maiores provisões em razão do aumento da inadimplência.

“Para os próximos trimestre, esperamos que os resultados melhorem à medida que a capacidade operacional dos shoppings volte ao normal (o portfólio está operando com cerca de 77% de sua capacidade). Embora esperamos uma reação negativa do mercado, continuamos vendo valor de longo prazo nas ações.

XP mantém recomendação de compra com preço-alvo de R$ 25,00…

Pensando em investir na Multiplan?

Fundada em 1975 por José Isaac Peres, a Multiplan é uma empresa imobiliária full-service, planejando, desenvolvendo, detendo e administrando um dos maiores e melhores portfólios de ativos comerciais do país.

O portfólio está localizado nas principais regiões do Brasil, estrategicamente posicionado no vetor de crescimento dos grandes centros urbanos, impulsionando o desenvolvimento do entorno e contribuindo diretamente para a melhoria da qualidade de vida da população. A Companhia também é pioneira na execução de projetos multiúso, construindo, nas proximidades de seus shoppings, edifícios comerciais, prédios residenciais e hotéis, que geram sinergias e fluxo de consumidores para os shoppings, ao mesmo tempo em que valorizam toda região.

→ A operadora de shopping centers Multiplan possui R$ 12,9 bilhões de valor de mercado. Confira a Análise completa da empresa com informações exclusivas.

Governança Corporativa

Desde 2007, quando houve a abertura de capital da Companhia, a Multiplan integra o Nível 2 de Governança Corporativa da B3. A listagem no Nível 2 inclui a adoção de um conjunto de regras societárias que vão além das obrigações que as companhias abertas têm perante a Lei das Sociedades por Ações, resultando na ampliação dos direitos dos acionistas e na mitigação do risco de assimetria informacional.

Composição Acionária

Ações %
Sr. e Sra. Peres 154.758.665 25,8%
Free Float 274.181.645 46,2%
Adm + Tesouraria 7.403.921 0,7%
OTPP 164.416.644 27,4%
Total 600.760.875 100,0%

Desempenho da empresa na B3

No último ano, as ações da Multiplan oscilaram entre a mínima de R$ 17,26e a máxima de R$ 26,02. No último pregão antes da divulgação do resultado do 4T20, a empresa fechou em alta de 1,9%, negociada a R$ 24,09.

Confira o histórico da Multiplan (MULT3)

Período Abe Máx. Mín. Preço Méd. Vol Méd. Var %
1 Semana 24,11 24,55 23,07 23,59 4.283.325 -0,02 -0,08%
1 Mês 24,73 24,86 22,95 23,80 4.724.372 -0,64 -2,59%
3 Meses 21,32 25,09 18,65 21,84 7.852.798 2,77 12,99%
6 Meses 19,67 26,02 18,36 22,11 7.223.103 4,42 22,47%
1 Ano 21,62 26,02 17,26 21,84 6.632.271 2,47 11,42%
3 Anos 22,521 36,01 6,5307 23,28 4.312.532 1,57 6,97%
5 Anos 19,4289 36,01 6,5307 23,15 2.883.196 4,66 23,99%
* Com informações da ADVFN, RI das empresas, Valor, Infomoney, Estadão, Reuters

Deixe um comentário