Ouro segue para terceiro ganho semanal com rendimentos mais baixos e dólar mais fraco

LinkedIn

O ouro fechou em alta nesta sexta-feira, registrando seu terceiro ganho semanal consecutivo, apoiado por um dólar mais fraco e rendimentos mais baixos do Tesouro dos EUA, enquanto os investidores aguardam a reunião de política do Federal Reserve dos EUA na próxima semana.

O ouro à vista subiu 0,4% para US$ 1.790,65 por onça, e ganhou 0,8% nesta semana. Os futuros  do ouro para junho fechou em queda de 0,23%, aos US$ 1,777,80 a onça-troy.

“O foco está se voltando para o Fed, pois nos últimos tempos vimos uma melhora significativa nos dados dos EUA. Isso está aumentando as especulações de que o Fed pode sinalizar sua intenção de reduzir suas medidas de estímulo de emergência nos próximos meses”, disse Fawad Razaqzada, analista de mercado da ThinkMarkets.

“Há um elemento de hesitação, já que as pessoas estão apenas esperando para ver o que o Fed diz antes de intervir decisivamente no lado comprado.”

Os rendimentos do Tesouro dos EUA a 10 anos diminuíram para 1,54%, enquanto o dólar caiu 0,3%. A próxima reunião do Fed termina em 28 de abril e, embora não sejam esperadas grandes mudanças na política, os investidores estão prestando muita atenção a quaisquer comentários sobre a possível redução da flexibilização monetária no futuro.

“O próximo aumento da inflação em abril-maio ​​de 2021 provavelmente manterá os preços do ouro apoiados no curto prazo”, disse a Fitch Solutions em nota.

“No entanto, os preços encontrarão forte resistência no nível de US$ 1.850/onça e terão dificuldade para ultrapassar esse nível, já que as pressões inflacionárias serão temporárias, em nossa opinião.”

O paládio subiu 1,5% para US$ 2.880,40 por onça, mas atingiu um recorde de US$ 2.891,50 na quinta-feira.

Muitos analistas esperam uma corrida adicional para US$ 3.000, à medida que as montadoras aumentam as compras do metal, agravando a escassez de oferta.

A prata adicionou 0,2% a US$ 26,22, e deveria ganhar pela terceira semana consecutiva, a platina subiu 2,2% para US$ 1.229,23.

(Com informações da CNBC e Reuters)

Deixe um comentário