Premiê do Japão sofre três derrotas em eleições regionais e sai enfraquecido

LinkedIn

O Partido Liberal Democrático do Japão (LDP) não conseguiu vencer nenhuma das três eleições parlamentares parciais realizadas no domingo, uma derrota que enfraquece a posição do primeiro-ministro, Yoshihide Suga, no partido antes de uma eleição geral no fim deste ano.

As corridas em Hiroshima, Nagano e Hokkaido foram as primeiras eleições nacionais desde que Suga se tornou primeiro-ministro em setembro de 2020, e a primeira oportunidade para os eleitores julgarem seu tratamento para a pandemia de covid-19.

Os candidatos apoiados pelo principal partido de oposição, o Partido Democrático Constitucional do Japão, conquistaram as três cadeiras, em um resultado amplamente visto como um termômetro para as eleições gerais. O mandato de quatro anos da Câmara dos Deputados termina em 21 de outubro, antes do qual uma eleição deve ser convocada.

As derrotas do LDP também desferiram um golpe no governo do presidente Joe Biden, que se desdobrou para ajudar o líder japonês a fortalecer sua posição política doméstica.

“Os Estados Unidos só podem ser eficazes na Ásia quando a relação EUA-Japão for forte e o Japão, estável”, disse um alto funcionário do governo a repórteres antes da visita de Suga à Casa Branca no início deste mês.

Por Nikkei Asia — Tóquio

Deixe um comentário