BR Properties assina contrato para aquisição das futuras unidades autônomas do galpão Edifício Centauri no valor de R$ 156,5 milhões

LinkedIn

A Br Properties fechou com a Morro Verde Incorporação Imobiliária e com a Théia Empreendimento compromisso de compra e venda para adquirir futuras unidades autónomas do galpão Edifício Centauri.

O fato relevante foi feito pela empresa (BOV:BRPR3), nesta terça-feira (25). Confira o comunicado na íntegra.

O empreendimento tem área bruta locável (ABL) de 62.765 metros quadrados, com valor total de R$ 156.504.413,28 , a Br Properties diz que pagou inicialmente R$ 18.247.144,40. O saldo do preço está sujeito a ajustes de praxe, e será pago de acordo com o cronograma de construção, como estabelecido no contrato.

O Edifício Centauri está 100% pré-locado, por meio de de contrato típico já celebrado, com prazo de 10 anos, tendo como único inquilino empresa de grande porte. A conclusão da obra deve ocorrer até o segundo trimestre de 2022.

O imóvel faz parte do complexo Brazilian Business Park (BBP), onde a companhia já é proprietária dos galpões Imbuia, Araucária, Tucano e Cupuaçu, seguindo assim a estratégia de reposicionamento da Br Properties no mercado de galpões industriais e logísticos, num momento de forte demanda por áreas logísticas.

Considerando a nova aquisição, a companhia passará a ter 141.843 m2 de ABL de galpões no Complexo BBP, que, associada aos 150 mil m2 já em construção em Cajamar, levarão a Br Properties a um portfólio de galpões AAA de cerca de 291 mil m2 de ABL.

A companhia, por fim, informa que “o contrato prevê aquisições adicionais, sujeitas à verificação de condições precedentes estabelecidas, de futuras unidades autónomas também integrantes do Empreendimento Gaia Théia, localizadas no município de Jarinu, Estado de São Paulo.”

VISÃO DO MERCADO 

Credit Suisse

O Credit Suisse elogiou a estratégia de arbitragem da empresa, e abertura para explorar diferentes formas de adicionar valor para os acionistas por meio do mercado de capitais, através de uma oferta pública do fundo.

Credit Suisse mantém recomendação neutra com preço-alvo de R$ 10,00…

Guide Investimentos 

De acordo com Luis Sales, a BR Properties ao fazer aquisição, garante um empreendimento com totalmente pré-locado próximo de outras instalações para atender a crescente demanda logística que vem ocorrendo no país, o que deve garantir boa geração de caixa para os próximos anos.

Itaú BBA

O Itaú BBA destacou a notícia como positiva, dado o valuation decente e os drivers de crescimento sólido para o segmento industrial e de logística, que incluem maior penetração do comércio eletrônico.

BR Properties (BRPR3): lucro líquido de R$ 13,4 milhões, queda de 7% com aumento da despesa financeira

BR Properties, empresa de investimento em imóveis comerciais de renda, registrou lucro líquido de R$ 13,4 milhões no primeiro trimestre, queda de 7% na comparação anual. A piora do resultado deveu-se ao aumento de 136% da despesa financeira líquida, para R$ 17,2 milhões.

Segundo a empresa, a captação de R$ 400 milhões e a alta da Selic contribuíram para a maior despesa financeira. A rubrica “outras despesas operacionais”, no valor de R$ 12,2 milhões, também teve participação na queda do lucro. Desse total, R$ 10,5 milhões resultou de baixa contábil (“impairment”) de antigos sistemas da companhia.

receita líquida teve um aumento de 8%, para R$ 82,3 milhões. Vale destacar que 26.239 m² de novas locações já contratadas ainda não foram contabilizadas nos resultados do 1T21.

Ebitda – lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização – ajustado foi de R$61,1 milhões no 1T21, representando um aumento de 14% quando comparado ao 1T20. A Margem EBITDA no trimestre foi de 74%.

Deixe um comentário