BRF: Departamento de Justiça Americano encerra investigação contra a empresa

LinkedIn

A BRF informa que o Departamento de Justiça Americano (DOJ) dos EUA enviou carta à companhia ontem declarando que encerrou a investigação contra a empresa, com base nas informações que possui até referida data. Nenhuma sanção ou penalidade foi imposta contra a companhia.

 O comunicado foi feito pela empresa (BOV:BRFS3) nesta quinta-feira (06).

Em comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a empresa lembra que vem colaborando com as autoridades brasileiras e estrangeiras para o esclarecimento dos fatos apurados no âmbito das Operações Trapaça e Carne Fraca.

“A companhia reitera seu compromisso de colaborar com as autoridades e entende que este processo de cooperação fortalece e consolida as mudanças e aprimoramentos que implementou em seus processos e controles internos, com o objetivo de garantir os mais elevados padrões de segurança, integridade e qualidade”, afirma.

A BRF pretende divulgar os resultados do 1T21 no dia 14 de maio.

Lucro líquido de R$ 1,39 bilhão em 2020, alta de 14,6%

A BRF registrou lucro líquido de R$ 1,39 bilhão, elevação de 14,6% em relação a 2019, quando faturou R$ 1,21 bilhão.

A receita líquida cresceu 18% em 2020, para R$ 39,47 bilhões, ante R$ 33,44 bilhões em 2019. O ebitda recuou 2,5% na mesma comparação, para R$ 5,18 bilhões.

A alavancagem (relação entre dívida líquida e Ebitda) aumentou de 2,5 vezes no quarto trimestre de 2019 para 2,75 vezes no mesmo período do ano passado.

Informações Broadcast

Deixe um comentário