Cielo afirma que não negocia parceria em serviços financeiros com Facebook

LinkedIn

A Cielo divulgou comunicado afirmando que a notícia veiculada pelo jornal O Globo a respeito de uma parceria entre a empresa e o Facebook, para processamento de serviços financeiros, não procede.

O comunicado foi feito pela empresa (BOV:CIEL3) nesta segunda-feira (17). Confira o documento na íntegra.

“A Cielo busca continuamente alternativas e soluções que reforcem sua atuação e sua posição de liderança na indústria de pagamentos brasileira, e manterá seus acionistas e o mercado informados caso haja qualquer desenvolvimento ou parceria relevante, em linha com o previsto na legislação e com as melhores práticas do mercado”.

Lucro líquido de R$ 241,3 milhões no primeiro trimestre, avanço de 44,7%

A Cielo, controlada por Bradesco e Banco do Brasil, apresentou lucro líquido de R$ 241,3 milhões no primeiro trimestre deste ano, cifra 44,6% maior que o registrado no mesmo intervalo de 2020. Em relação aos três meses imediatamente anteriores, o resultado da líder das maquininhas encolheu 19,1%, quando a base de comparação é impactada pelo maior volume tradicional à época.

Já o lucro líquido recorrente de R$ 135,8 milhões no primeiro trimestre deste ano, resultado 18,6% menor do que o apurado no mesmo período de 2020 e 54,5% inferior ao do quarto trimestre. Esse valor exclui ganhos não recorrentes de R$ 105,5 milhões com a venda da Orizon, cessão e atualização monetária da plataforma Elo, além da reversão de provisões com novos projetos e reestruturações.

Ebitda – juros, impostos, depreciação e amortização – caiu 20,1% e somou R$ 613,6 milhões, na mesma base de comparação.

receita operacional líquida foi de R$ 2,7 bilhões, recuo de 3,8% ante igual período do ano passado, enquanto a receita de aquisição de recebíveis líquida caiu 49,3% no trimestre e somou R$ 95,8 milhões.

Informações BDM

Deixe um comentário