Ethereum, a segunda maior criptomoeda do mundo, sobe acima de US$ 4.000 pela primeira vez

LinkedIn

O Ethereum (COIN:ETHUSD) ultrapassou os US$ 4.000 na segunda-feira (10) para atingir um novo recorde, estendendo uma impressionante recuperação para a segunda maior criptomoeda do mundo.

Ether, o token digital da blockchain Ethereum, aumentou quase 7% nas últimas 24 horas para US$ 4.141,99. Ele agora tem um valor de mercado total de US$ 476,3 bilhões, menos da metade dos US$ 1,1 trilhão de bitcoin.

Na manhã de seguunda-feira, o Ether subiu 6% a um preço de US$ 4.110,87.

Uma vez na sombra do bitcoin, o Ether teve ganhos parabólicos recentemente, à medida que os investidores procuram outras criptomoedas em busca de retorno. O Bitcoin caiu mais de 2% em abril, enquanto o éter subiu mais de 40%. Todo o mercado de criptografia vale atualmente mais de US$ 2,5 trilhões, devido ao crescente interesse no espaço cripto.

Os principais investidores e alguns compradores corporativos como a Tesla migraram para o bitcoin no início deste ano, vendo a moeda digital como uma potencial proteção contra a inflação, à medida que os bancos centrais ao redor do mundo imprimem dinheiro para aliviar as economias afetadas pelo coronavírus. Os principais bancos de Wall Street, como Goldman Sachs e Morgan Stanley, também buscaram fornecer a seus clientes ricos exposição ao bitcoin.

No entanto, alguns investidores ainda não estão comprando a mania da criptografia. Michael Hartnett, estrategista-chefe de investimentos do Bank of America Securities, disse que a alta do bitcoin parece a “mãe de todas as bolhas”, enquanto Stephen Isaacs da Alvine Capital disse que ” não há fundamentos com este produto, ponto final.”

Ethereum vs. bitcoin

Fundada em 2013 por Vitalik Buterin e uma série de outros desenvolvedores de software, a rede Ethereum permite que as pessoas criem aplicativos a partir dela. Ether é a moeda nativa da rede.

Bitcoin e ether são semelhantes no sentido de que são moedas digitais. Mas eles têm suas diferenças.

Enquanto o bitcoin é visto por seus proponentes como uma reserva de valor semelhante ao ouro, a Ethereum tem como objetivo criar uma espécie de Internet descentralizada que não seja mantida por nenhuma autoridade central.

Ele formou a base para uma tendência cada vez mais popular em criptografia conhecida como “finanças descentralizadas” , que visa recriar produtos financeiros tradicionais com a tecnologia blockchain, o sistema de computador distribuído que sustenta muitas criptomoedas.

A Ethereum também está se beneficiando do aumento dos NFTs , ou tokens não fungíveis, ativos digitais projetados para representar a propriedade de itens virtuais exclusivos, como memorabilia de arte e esportes. Muitos NFTs, como CryptoKitties e CryptoPunks, são executados no Ethereum.

No entanto, esse boom na atividade levou ao congestionamento na rede Ethereum. O Ethereum está atualmente passando por uma atualização ambiciosa que, em teoria, permitirá tempos de transação mais rápidos e reduzirá a quantidade de energia necessária para processar as transações. Tanto o bitcoin quanto o Ethereum atraíram críticas de ambientalistas sobre o impacto da mineração de criptografia no clima.

Deixe um comentário