Itaúsa (ITSA4): lucro líquido recorrente de R$ 2,4 bilhòes, alta de 123%

LinkedIn

O lucro líquido recorrente da Itaúsa, que exclui itens extraordinários e considera as participações nas subsidiárias Itaú Unibanco, Duratex, Elekeiroz, Copagaz e Itautec, foi de R$ 2,4 bilhões no primeiro trimestre deste ano, alta de 123% na comparação com igual período do ano passado.

“As companhias do portfólio apresentaram novamente resiliência nos resultados operacionais. No setor financeiro, foi possível observar desempenho saudável de margem financeira e menor volume de perdas esperadas com operações de crédito, além da gestão eficiente das despesas gerais e administrativas.

“Em bens de consumo e materiais para construção civil, Alpargatas e Duratex apresentaram aumentono volume de vendas,na receita líquida e no ebitda, mesmo com pressões no custo de alguns insumos, e foi o melhor primeiro trimestre da história da Duratex”, disse, em relatório enviado à CVM.

A companhia também reportou crescimento de receita nos segmentos de distribuição e transporte de gás, NTS e Copagaz.

No trimestre, o resultado recorrente das empresas investidas foi de R$ 2,5 bilhões, 95% maior que o visto no mesmo período de 2020.

No acumulado do ano, a lucratividade e ROE alcançaram 16,5%, alta de 8,66 ponto percentual (pp).

Os resultados da Itaúsa (BOV:ITSA3) (BOV:ITSA4) referentes às suas operações do primeiro trimestre de 2021 foram divulgados no dia 10/05/2021. Confira o Press Release!

O lucro líquido recorrente do Itaú somou R$ 6,5 bilhões entre janeiro e março, alta de 71,1%, impulsionado pelas menores despesas com perdas esperadas e melhor margem financeira.

A Alpargatas teve lucro líquido recorrente de R$ 140,2 milhões no período, alta de 74%, com o melhor desempenho de Havaianas compensando o aumento de custos de produção e de insumos. O Ebitda recorrente da companhia saltou 99%, para R$ 159 milhões.

A Duratex viu o lucro líquido crescer 219% no comparativo trimestral, para R$ 224,4 milhões. A Itaúsa afirma que o setor de construção civil segue com desempenho favorável, acompanhado da autoconstrução e reforma. De acordo com a holding, foi o melhor resultado da companhia em um primeiro trimestre.

O endividamento líquido da Itaúsa cresceu 704,3%, para R$ 1,3 bilhão, enquanto o patrimônio líquido da companhia somou R$ 58,7 bilhões, avanço de 13%.

Deixe um comentário