Rede D’Or e Amil retomam relacionamento comercial para atender beneficiários em mais unidades

LinkedIn

A Rede D’OR São Luiz vai ampliar a parceria com a operadora de planos de saúde Amil, com o credenciamento ou ampliação do credenciamento em 20 hospitais e um centro oncológico, a partir da próxima segunda-feira (10).

O comunicado foi feito pela empresa (BOV:RDOR3) nesta sexta-feira (07).

Agora, 21 unidades da Rede D’Or foram credenciadas pela operadora, sendo 20 hospitais e um centro oncológico.

“Desse total, destacam-se os hospitais da companhia que nunca tiveram credenciamento da Amil, sendo esses, Glória D’Or e Niterói D’Or, bem como três hospitais da linha Star, Copa Star, Vila Nova Star e DF Star, localizados nas cidades de Rio de Janeiro, São Paulo e Brasília”, informa comunicado da Rede D’Or.

“O crescimento dessa parceria comercial consolida a relevância e atratividade dos serviços prestados pelas duas empresas e traz um impacto positivo para mais de 1,3 milhão de beneficiários da Amil do Distrito Federal e dos Estados do Rio de Janeiro e São Paulo”, finaliza a empresa.

Entenda o caso

Em 2019, a relação comercial sofreu um rompimento de contrato. Os hospitais do Rio tinham sido os mais afetados pelo rompimento de contratos em 2019.

A relação das empresas começou a azedar quando a Amil descredenciou hospitais da Rede D’Or nas praças em que a operadora possuía hospitais próprios. A medida afetava apenas algumas modalidades de planos de saúde, mas a Rede D’Or não gostou, revidou e descredenciou seus hospitais para todas as categorias de planos de saúde da Amil, o que afetou, principalmente, a praça carioca.

Usuários da Amil começaram a cancelar seus planos de saúde, tendo em vista que os principais hospitais do Rio pertencem à Rede D’Or, migrando para a Bradesco e SulAmérica. As seguradoras criaram produtos específicos com os hospitais da Rede D’Or, com um custo menor, para ocupar um espaço da Amil, que, no período, perdeu muitos clientes.

A empresa pretende divulgar os resultados do 1T21 no dia 17 de maio.

 Confira a agenda completa da divulgação dos resultados do 1T21

Rede de hospitais apresenta primeiro resultado após o IPO com queda de 61,4% no lucro líquido anual

No ano de 2020, a rede de hospitais Rede D’or reportou lucro de R$ 459,4 milhões, desempenho 61,4% inferior ao de 2019.

Em 2020, porém, o Ebtida ajustado registrou queda de 28,8% ante 2019, para R$ 2,481 bilhão.

Em 2020, a receita cresceu 5,3%, para R$ 14,029 bilhões.

Em 2020, a Rede D’Or investiu a soma recorde de R$ 3,8 bilhões, sendo que R$ 2,4 bilhões foram direcionados para aquisições, e o restante investido principalmente no desenvolvimento de novos hospitais, expansões de ativos existentes, e renovações.

Entre os destaques do ano a empresa aponta a inauguração do Hospital Glória D’Or, no Rio de Janeiro, e aquisição de sete hospitais em diferentes regiões.

“A Companhia iniciou o ano com quatro aquisições de hospitais anunciadas no fim de 2020 aguardando a conclusão formal, e mais de 30 projetos em diferentes estágios de desenvolvimento”, acrescenta a companhia. A Rede D’Or encerrou 2020 com uma posição de caixa e equivalentes de R$ 15,727 bilhões.

VISÃO DO MERCADO

BTG Pactual 

Sempre visto como um risco positivo para a nossa tese de investimento, mostra que os fundamentos positivos da RDOR estão mais firmes do que nunca. Assim, a ação oferece uma combinação única de fortes impulsionadores de crescimento e retornos, com resultados positivos e um momentum de M&A como a cereja do bolo da tese de investimento.

BTG Pactual mantém recomendação de compra com preço-alvo de R$ 88,00…

Deixe um comentário