Tenda aprova pagamento de dividendos no montante de R$ 17 milhões

LinkedIn

A assembleia de acionistas da Tenda aprovou o pagamento de dividendos pela Companhia no montante equivalente a 25% do lucro líquido do exercício social encerrado em 31 de dezembro de 2020, a título de dividendo mínimo obrigatório.

O comunicado foi feito pela empresa (BOV:TEND3) nesta sexta-feira (30). Confira o documento na íntegra.

Serão distribuídos dividendos no valor total de R$ 17.088.551,90 em complemento aos dividendos declarados e distribuídos durante o exercício social encerrado em 31 de dezembro de 2020 (em 24 de setembro de 2020 e 05 de novembro de 2020), no valor total de R$ 47.575.695,51.

O valor mencionado acima, de R$ 17.088.551,90, é equivalente a R$ 0,17774743 por ação. Terão direito aos dividendos todos os acionistas detentores de ações de emissão da companhia data-base de 30/04/2021.

As ações passam a ser negociadas na condição “ex-dividendos” a partir de 03 de maio de 2021. Os dividendos serão pagos até 30 de dezembro de 2021.

A Tenda pretende divulgar os resultados do 1T21 no dia 05 de maio.

Lucro líquido de R$ 200,3 milhões em 2020, queda de 24% refletindo efeitos da pandemia e aumentos nos custos de construção

A construtora e incorporadora Tenda registrou lucro líquido de R$ 200,3 milhões em 2020, queda de 24% na comparação com 2019. A diminuição do lucro reflete os efeitos da pandemia, que provocaram paradas temporárias das obras, com perda de produtividade. Também pesaram os aumentos nos custos de construção no período.

A margem bruta ajustada da companhia chegou a 32,2%, retração de 2,8 pontos.

A receita líquida foi de R$ 2,282 bilhões no ano, avanço de 17%, puxada pelo aumento das vendas. No ano, houve geração de caixa de R$ 70 milhões.

Deixe um comentário