TIM vende 51% de fatia na FiberCo por R$ 1,6 bilhão

LinkedIn

O Conselho de Administração da TIM aprovou acordo com a IHS Fiber Brasil para aquisição de participação societária na FiberCo Soluções de Infraestrutura, empresa constituída pela TIM para segregação de ativos de rede e prestação de serviços de infraestrutura.

O comunicado foi feito pela empresa (BOV:TIMS3), nesta quarta-feira (05). Confira o documento na íntegra.

Pelo acordo, a TIM vai vender 51% do capital social da FiberCo em favor da IHS, permanecendo com o controle dos 49% restantes. A relação entre as sócias será regulada por acordo de acionistas, a ser celebrado no momento de fechamento da transação.

A IHS é uma provedora de infraestrutura de telecomunicações, focada em mercados emergentes e atuação em 9 países da África, Oriente Médio e América Latina. Além de possuir mais de 28 mil torres, busca a expansão da cadeia de valor nos serviços de infraestrutura.

A base inicial de ativos da FiberCo será constituída pela contribuição de infraestrutura de rede secundária da TIM que cobre, aproximadamente, 6,41 milhões de domicílios, sendo 3,5 milhões em FTTH2 e 3,5 milhões em FTTC3. Além disso, serão transferidos à FiberCo outros ativos, contratos e empregados, todos exclusivamente relacionados às suas atividades.

O valor (Enterprise Value) da FiberCo ficou estabelecido em R$ 2,6 bilhões. A transação contempla componentes primária destinada ao caixa da FiberCo e secundária a serem pagos a TIM.

A FiberCo nasce com a missão de implantar, operar e manter infraestrutura de última milha para acessos de banda larga a ser oferecida no mercado de atacado. No entanto, pelo acordo, a TIM foi definida como cliente âncora, tendo a prerrogativa de seis meses de exclusividade após a entrada em novas áreas.

A transação é vista pela TIM sob a ótica industrial, visando à evolução e ao crescimento do seu negócio de banda larga. A companhia espera que a transação possa suportar seu plano para aceleração da oferta de serviços de conectividade em fibra para clientes B2C4 e B2B5. O plano de negócios da FiberCo tem a expectativa de atingir 8,9 milhões de domicílios cobertos em FTTH em 4 anos.

A TIM também vê o negócio como uma possibilidade para “ ‘desconsolidar’ uma parte relevante do seu CAPEX, provocando um efeito positivo em seu fluxo de caixa. Em paralelo, a TIM espera utilizar os proventos dessa transação para auxiliar no cumprimento de suas obrigações de investimento como, por exemplo, na aquisição dos ativos da Oi Móvel7”.

A empresa pretende divulgar os resultados do 1T21 no dia 05 de maio.

⇒ Confira a agenda completa da divulgação dos resultados do 1T21

Lucro líquido de R$ 1,844 bilhão em 2020, baixa de 49,1% em relação ao ano anterior

A operadora de telecomunicações Tim registrou lucro de R$ 1,844 bilhão em 2020, baixa de 49,1% em relação ao ano anterior. No acumulado do ano, o Ebitda totalizou R$ 8,342 bilhões, queda de 13,5%.

⇒ Confira a agenda completa da divulgação dos resultados do 4T20 e referente ao ano de 2020. Confira a cobertura completa de todos os balanços referente ao ano de 2020 das empresas negociadas na B3.

A receita líquida em 2020 chegou a R$ 17,268 bilhões, diminuição de 0,6%.

Deixe um comentário