Valid Soluções informa pagamento de juros de debêntures referentes à 7ª Emissão de Debêntures Simples

LinkedIn

A Valid Soluções informa aos detentores das debêntures referentes à 7ª Emissão de Debêntures Simples Não Conversíveis em Ações, Série Única, emitidas em 24 de maio de 2018, que realizou na presente data o pagamento de juros no valor total de R$ 83,09917500 por debênture

O comunicado foi feito pela empresa (BOV:VLID3),  nesta segunda-feira (17). Confira o documento na íntegra.

O pagamento de principal no valor total de R$ 2.500,00000000 por debênture totalizando R$ 92.991.570,30 distribuídos da seguinte forma:

Quantidade de Debêntures emitidas: 36.000

6ª parcela de juros: R$ 83,09917500 por debênture

Total Pago de Juros: R$ 2.991.570,30

2ª parcela de principal: R$ 2.500,00000000 por debênture

Total Pago de Principal: R$ 90.000.000,00

O valor, líquido das retenções de impostos, será creditado, no dia 18 de maio de 2021, nas contas correntes indicadas pelos debenturistas

Valid (VLID3): prejuízo líquido de R$ 5 milhões no 1T21, revertendo lucro

A Valid registrou prejuízo líquido de R$ 5 milhões no primeiro trimestre de 2021, ante o lucro líquido de R$ 2,1 milhões um ano antes. Segundo a empresa, a queda no indicador é explicada, principalmente, por mais provisão de gastos.

“A Valid decidiu concentrar sua operação fabril de São Paulo na fábrica de Sorocaba e, com isso, constituiu uma provisão para os gastos com reestruturações no montante de R$ 3,2 milhões, que impactaram negativamente o resultado”, justifica a companhia.

receita líquida atingiu R$ 489,7 milhões no período, em alta de 5,6% na comparação anual, puxado pelo avanço de 12,2% no intervalo de um ano dos negócios internacionais, influenciados pelo crescimento do segmento de Telco Global, que teve alta de 43.5% (em dólares), e pela valorização de 23% do dólar frente ao real no período.

ebitda – lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização – consolidado atingiu R$ 61 milhões no trimestre, o que representa um crescimento de 1,4% frente ao mesmo período de 2020.

 

Deixe um comentário