Equatorial aprova aumento de capital da Equatorial Participações no valor de R$ 12 milhões

LinkedIn

Os membros do Conselho de Administração reuniram-se para deliberar sobre a seguinte ordem do dia: a subscrição de novas ações de emissão da Equatorial Participações e Investimentos,  o aumento do capital social da Equatorial Participações por meio da subscrição de novas ações e da consequente alteração do estatuto social,  a consolidação do Estatuto Social da Equatorial Participações e  autorizar os diretores da Companhia e da Equatorial Participações a praticarem todos os atos necessários para efetivar o quanto aprovado na presente reunião.

O comunicado feito pela empresa (BOV:EQTL3), nesta segunda-feira (14). Confira o documento na íntegra.

Deliberações:

Foi aberta a sessão, tendo assumido a Presidência da Mesa o Sr. Carlos Augusto Leone Piani, que convidou o Sr. José Silva Sobral Neto, para secretariar os trabalhos.

Após o exame e a discussão das matérias da ordem do dia, os membros do Conselho de Administração Esta página é parte integrante da ata da Reunião do Conselho de Administração da Equatorial Energia, realizada em 08 de junho de 2021. Página 2 de 3 deliberaram, por unanimidade dos votos, o quanto segue:

Aprovar o aumento do capital social da Equatorial Participações, no valor de R$ 12.999.600,00 mediante a emissão de 12.999.600 ações ordinárias, nominativas e sem valor nominal.

Conforme documento arquivado na sede da Companhia, as novas ações emitidas serão integralmente subscritas pela Companhia e serão totalmente integralizadas até 31 de dezembro de 2024;

e Consignar que as novas ações emitidas fazem jus, em igualdade de condições com as já existentes, a todos os benefícios, incluindo dividendos, juros sobre capital próprio e eventuais remunerações de capital que vierem a ser declarados Equatorial Participações a partir da Assembleia Geral que deliberar a matéria.

Lucro líquido ajustado de R$ 401 milhões no 1T21, alta de 7,1%

Equatorial Energia registrou lucro líquido ajustado de R$ 401,0 milhões no primeiro trimestre de 2021, uma alta de 7,1% na comparação com o mesmo período do ano passado.

A receita operacional líquida caiu 1,6% no período, para R$ 4,2 bilhões, na base anual.

O Ebtida – lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização – ajustado trimestral teve alta de 1,1%, para R$ 1,0 bilhão, quando comparado com o mesmo período de 2020, beneficiado pela expansão do mercado nas distribuidoras e aumento da parcela B.

Segundo a companhia elétrica, o indicador foi impactado pelas regras do IFRS 15 aplicadas aos projetos de transmissão — o Ebitda nesses negócios foi menor devido à redução dos investimentos, já que os empreendimentos foram concluídos.

Deixe um comentário