Usiminas: Fitch Ratings elevou o rating da companhia de BB- para BB, com perspectiva estável

LinkedIn

A Fitch Ratings elevou o rating da Usiminas de BB- para BB, com perspectiva estável. A agência de classificação de risco diz em comunicado que a elevação reflete os baixos níveis de dívida absoluta e relativa da companhia, o seu perfil de amortização de dívida administrável e o desempenho, apesar da pandemia, “sólido em meio a um ambiente siderúrgico positivo no Brasil”.

O comunicado foi feito pela empresa (BOV:USIM5) nesta quinta-feira (17).

Dessa forma, a Fitch disse que o Ebitda da Usiminas deve crescer a R$ 6,5 bilhões em 2021, com a venda de 8,7 milhões de toneladas de minério de ferro.

Já o Capex da empresa será de R$ 1,5 bilhão, estima a agência, impulsionado pela recuperação nos investimentos, realinhamento e preparações para uma pausa reprogramada de parte das operações em meados de 2023.

Usiminas (USIM5): lucro líquido de R$ 1,2 bilhão no primeiro trimestre, revertendo prejuízo

A Usiminas registrou lucro líquido de R$ 1,2 bilhão no primeiro trimestre de 2021, revertendo o prejuízo líquido de R$ 424 milhões apresentado no mesmo período do ano passado.

Na comparação com o quarto trimestre do ano passado, o lucro é 37% menor, principalmente pelo registro de R$ 737 milhões positivos relacionados ao impairment registrado no trimestre anterior, “sem efeito similar nesse período, e perdas cambiais líquidas de R$ 355 milhões no primeiro trimestre de 2021, ante ganhos cambiais de R$ 286 milhões no quarto trimestre do ano passado”.

Ebtida – lucro antes juros, impostos, depreciação e amortização – ajustado cresceu 325% no trimestre, para R$ 2,4 bilhões, ante R$ 539 milhões apurados em mesmo intervalo do ano anterior. A margem Ebitda aumentou 19 pontos percentuais no período, para 34,2%. O resultado é recorde trimestral Consolidado e em todas as Unidades.

Informações Broadcast

Deixe um comentário