Valid Soluções concluiu o processo de captação de recursos através da 8ª Emissão de Debêntures

LinkedIn

A  Valid Soluções concluiu com sucesso o processo de captação de recursos através da 8ª Emissão de Debêntures da Companhia, que teve os bancos Itaú BBA, Bradesco BBI, UBS BB, Santander e ABC Brasil como coordenadores.

O fato relevante foi feito pela empresa  (BOV:VLID3), nesta terça-feira (08). Confira o comunicado na íntegra.

A referida emissão de debêntures garantiu a entrada de R$ 530.700.000,00 de recursos no caixa da Empresa e representou a etapa final no equacionamento da estrutura de capital da Companhia programado para o ano de 2021, que teve, ainda, como etapas anteriores:

O aumento de capital privado de R$ 99 milhões concluído em Março desse ano;

A rolagem das dívidas com Banco Safra e Banco BTG Pactual, que totalizam R$ 80.000.000,00 e, por fim,

A obtenção de nova linha de crédito com a Caixa Econômica Federal no montante de R$ 70.000.000,00.

Com base nas operações realizadas e na retomada gradual das operações, a Companhia estima que deverá encerrar o ano de 2021 com sua relação Dívida Líquida/EBITDA significativamente abaixo dos 3,2x apresentados ao fim de 2020.

Além disso, o novo prazo médio do endividamento bruto da Companhia passa a ser de 19 meses versus 11,5 meses com base no fechamento de 2020

Valid (VLID3): prejuízo líquido de R$ 5 milhões no 1T21, revertendo lucro

A Valid registrou prejuízo líquido de R$ 5 milhões no primeiro trimestre de 2021, ante o lucro líquido de R$ 2,1 milhões um ano antes. Segundo a empresa, a queda no indicador é explicada, principalmente, por mais provisão de gastos.

“A Valid decidiu concentrar sua operação fabril de São Paulo na fábrica de Sorocaba e, com isso, constituiu uma provisão para os gastos com reestruturações no montante de R$ 3,2 milhões, que impactaram negativamente o resultado”, justifica a companhia.

receita líquida atingiu R$ 489,7 milhões no período, em alta de 5,6% na comparação anual, puxado pelo avanço de 12,2% no intervalo de um ano dos negócios internacionais, influenciados pelo crescimento do segmento de Telco Global, que teve alta de 43.5% (em dólares), e pela valorização de 23% do dólar frente ao real no período.

ebitda – lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização – consolidado atingiu R$ 61 milhões no trimestre, o que representa um crescimento de 1,4% frente ao mesmo período de 2020.

Deixe um comentário