BCE revisa orientações futuras sobre taxas de juros

LinkedIn

O Banco Central Europeu (BCE) manteve suas principais taxas de juros e seus programas de compras de ativos inalterados, ao mesmo tempo que anunciou revisões em suas orientações futuras para os juros, após sua recente revisão estratégica.

O BCE manteve a taxa básica de juros em zero, a taxa de depósitos em -0,5% ao ano e a taxa da linha mantida com bancos comerciais para concessão de liquidez de curto prazo em 0,25% ao ano.

“Em apoio à sua meta simétrica de 2% para a inflação e em linha com a sua estratégia de política monetária, o Conselho do BCE espera que as taxas de juro diretoras do BCE se mantenham nos seus níveis atuais ou inferiores até ver a inflação atingir 2% cento bem antes do final de o seu horizonte de projeção e de forma duradoura para o resto do horizonte de projeção”, diz o BCE.

O banco “considera que o progresso realizado na inflação subjacente está suficientemente avançado para ser consistente com a estabilização da inflação em 2% no médio prazo. Isso também pode implicar em um período transitório em que a inflação esteja moderadamente acima da meta”.

Segundo o BCE, as taxas de juros têm estado perto do seu limite inferior há algum tempo e as perspectivas de médio prazo para a inflação ainda estão muito abaixo da meta. Assim, o Conselho revisou suas orientações futuras, “para destacar o seu compromisso de manter uma orientação de política monetária persistentemente acomodatícia para cumprir sua meta de inflação”.

O BCE manteve o programa de compra de emergência pandêmica (PEPP, na sigla em inglês) de US$ 1,850 trilhão de euros, e espera que “durante o trimestre atual seja conduzido em um ritmo significativamente mais alto do que durante os primeiros meses do ano”. O PEPP terá duração até março de 2022 ou até que o BCE “julgue que a fase de crise do novo coronavírus terminou”.

Já as compras de ativos mensais de 20 bilhões de euros vão continuar, e o Conselho espera que durem “o tempo necessário para reforçar o impacto acomodatício de suas taxas de política e terminem logo antes de começar a aumentar as principais taxas de juros”. O BCE continuará ainda fornecendo ampla liquidez através de suas operações de refinanciamento.

“O Conselho do BCE continua pronto para ajustar todos os seus instrumentos, conforme adequado, para garantir que a inflação se move em direção à sua meta de forma sustentada, em linha com o seu compromisso com a simetria”.

A presidente do BCE, Christine Lagarde, dará coletiva de imprensa às 9h30 para detalhar os motivos que levaram à decisão.

(Com informações do Tc e CMA)

Deixe um comentário