Bom dia ADVFN - Início da temporada de balanços no Brasil e variante delta do coronavírus no radar

LinkedIn

Esse é o Bom dia, Investidor!  20 de Julho de 2021, com tudo o que você precisa saber antes da Bolsa abrir!

Bolsas mundiais: os futuros americanos operam em alta e os mercados do ocidente ensaiam recuperação após segunda-feira de fortes quedas.

Na Ásia, os mercados fecharam em queda, puxada pelas ações ligadas ao setor de energia e indústrias. Vários países do Sudeste da Ásia vêm passando por ressurgência de infecções pelo coronavírus, e o banco Goldman Sachs reduziu recentemente suas previsões para o crescimento de 2021 da maioria das economias da região. No Japão, o Nikkei recuou 0,96%, acumulando queda de mais de 10% em relação ao patamar de fevereiro; na Coreia do Sul, o Kospi fechou em queda de 0,35%; na China continental, o Shanghai composto oscilou negativamente, a 3.536,79 pontos; em Hong Kong, o índice Hang Seng recuou 0,7%. Na terça, a China manteve inalterada sua taxa referencial de empréstimos corporativos e para famílias, correspondendo à expectativa de analistas ouvidos pela agência internacional de notícias Reuters. A taxa básica para empréstimos com vencimento em um ano se manteve em 3,85%, enquanto que a taxa com vencimento em cinco anos foi mantida em 4,65%.

Na Europa, os índices operam em sua maioria em alta, após uma segunda marcada por insegurança com a propagação da variante delta, que levou investidores a venderem principalmente ações de empresas associadas à recuperação da economia. O índice Stoxx 600, que reúne as ações de 600 empresas de todos os principais setores de 17 países europeus, sobe 0,57%, com destaque positivo para o setor de recursos básicos. O UBS Group saltou mais de 4% após relatar lucros que superaram as estimativas dos analistas.

Nos Estados Unidosos índices futuros americanos operam em alta. O rendimento do Tesouro de 10 anos voltou a subir acima de 1,2%, após cair na segunda-feira para o nível mais baixo desde fevereiro. O petróleo tipo Brent tenta uma recuperação depois de cair para uma baixa de oito semanas em meio à derrota mais ampla do mercado devido às preocupações sobre o impacto do ressurgimento da Covid-19 na demanda de energia. Novos casos de Covid voltaram a se acelerar nos Estados Unidos, especialmente entre a população não vacinada. Segundo dados do governo, o país registrou em média 26 mil novos casos por dia nos últimos sete dias, mais do que o dobro dos registrados há um mês. Na segunda, ações de empresas diretamente ligadas à reabertura da economia, como companhias aéreas e operadoras de cruzeiros foram as principais prejudicadas. As operadoras Carnival e Norwegian Cruise Line recuaram mais de 5%; as da Royal Caribbean perderam 4%; e as da United Airlines perderam 5,5%.

==> Acompanhe os mercados mundiais pela ADVFN (aqui)

Os futuros internacionais de petróleo WTI (NYMEX:CLM21) estão sendo negociados a US$ 66,38, com alta de 0,11%. O Brent (NYMEX:BZ) opera em baixa de 0,04%, negociado a US$ 68,62.

Bitcoin (COIN:BTCUSD) é negociado a US$ 29.727,24 (-5,58%). O ouro (COMEX:GCM21) é negociado a US$ 1.817,60 por onça-troy (+0,47%).

⇒ Bitcoin – Acompanhe o Mundo Cripto na ADVFN

Minério de ferro: Contratos futuros do minério de ferro negociados na bolsa de Dalian com alta de 0,28%, cotados a 1.233 iuanes, equivalente hoje a US$ 190,33 (nas últimas 24 horas).

Coronavírus

O mundo registra 190.767.261 de casos de coronavírus e 4.093.331 mortes, confirmadas pela Universidade Johns Hopkins.

Painel Vacinas Covid-19 Brasil:  Doses Distribuídas pela União: 147.335.238. Doses aplicadas: 117.788.125.

O governo de São Paulo planeja começar a revacinação anual contra a covid-19 em 17 de janeiro, de acordo com declaração do secretário estadual da Saúde, Jean Gorinchteyn. Ele não informou detalhes sobre o público prioritário e o número de doses que serão necessárias. “Foi exatamente o dia em que nós vacinamos a primeira brasileira, aqui de São Paulo, Mônica Calazans”, justificou durante agenda pública.
Em outras ocasiões, o governo paulista já havia apontado que a campanha de imunização contra o coronavírus precisaria possivelmente ser anual. O Instituto Butantan até mesmo testa o desenvolvimento de uma vacina dupla que proteja contra a influenza e a covid-19. Gorinchteyn ressaltou, ainda, que a revacinação anual não é um reforço. “Nós estamos seguindo a prerrogativa das vacinas para vírus respiratórios, como o da gripe (de aplicação anual).”
Além disso, ele destacou que a previsão é que a produção de doses no Butantan seja acelerada em 2022, com a ampliação do espaço de fabricação e a possível aprovação de outra candidata a imunizante, a Butanvac, hoje em fase de testes e que necessita de insumos que não precisam ser importados. “A partir do ano que vem, teremos uma produção em solo brasileiro de forma muito mais célere, não dependendo mais de IFas (Insumo Farmacêutico Ativo) do exterior.”

Brasil

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou, na segunda-feira (19), a realização de estudo clínico para avaliar a segurança, a eficácia e a imunogenicidade da aplicação de terceira dose da vacina contra covid-19 da AstraZeneca. Segundo a Anvisa, o estudo inicial será feito em participantes que já receberam as duas doses do imunizante, com um intervalo de quatro semanas entre as aplicações. A dose de reforço será aplicada de 11 a 13 meses após a segunda dose. A Anvisa explica que trata-se de um estudo de fase três, em que o voluntário não saberá o que tomou: se uma dose da vacina ou de placebo.

Poderes

O vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB) afirmou, na segunda-feira (19/07), que vetaria o aumento no fundo eleitoral de R$ 3,7 bilhões incluído, na última semana, no projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2022. Com a mudança, a verba dos partidos para o próximo ano seria de R$ 5,7 bilhões. A matéria, agora, segue para sanção do presidente Jair Bolsonaro, que tem até 15 dias úteis para uma decisão. “Acho que está exagerado. É um valor exagerado, principalmente quando, há pouco, tivemos uma situação difícil no governo, de fazer um recall de R$ 1 bilhão para que as obras não parassem. Então, você tem uma gordura de uns R$ 3 bilhões que poderiam ser melhor empregados”, defendeu.

Economia

A demanda por energia no Sistema Interligado Nacional (SIN) registrou alta de 8,1% em junho na comparação com igual período do ano passado, impulsionada especialmente pela recuperação do setor industrial, disse o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) na segunda-feira (19). Segundo boletim divulgado pelo órgão, a carga nacional atingiu 66.707 megawatts médios no período. Apesar do aumento na comparação anual, houve uma variação negativa de 1,4% em relação a maio, acrescentou o operador. Além da recuperação da indústria, principalmente nos segmentos voltados para exportação, o ONS também mencionou a maior confiança nos setores de comércio e serviços como justificativa para o aumento da carga ante junho de 2020. “O forte aumento que vem sendo observado nas atividades do comércio e serviços, associado à manutenção do ritmo elevado da produção industrial, tem se refletido sobre desempenho da carga dos subsistemas Sudeste/Centro-Oeste e Sul”, disse o ONS em nota.

Uma das alterações previstas na nova versão da reforma tributária do imposto de renda (IR) foi a extinção dos incentivos fiscais do chamado Programa de Alimentação do Trabalhador (PAT). Criado em 1976, o PAT dá desconto no imposto de renda para as empresas que oferecem benefícios alimentares a seus empregados, o que inclui o vale-refeição (VR), vale-alimentação (VA) e também refeitórios no local de trabalho. O fim desse incentivo aos benefícios alimentares foi incluído no texto da reforma tributária pelo relator da proposta na Câmara dos Deputados, Celso Sabino (PSDB-PA).

Brasil: Balanço de Neoenergia, após o fechamento do mercado.

Agenda Econômica

🇩🇪 Índice de preços ao produtor mensal e anual (03h00)
🇪🇺 Saldo de constas correntes mensal (05h00)
🇺🇸 Construção de casas novas mensal (09h30)
🇯🇵 Balança comercial mensal (20h50)

Ibovespa e dólar no último pregão:

Ibovespa:  

Referência do mercado brasileiro, o índice encerrou o dia  em queda de -1,24%, aos 124.394,57 pontos pontos, na mínima o Ibovespa ficou 123.317,27 em  e na máxima 125.958,01 pontos. O volume financeiro somou R$ 27,8 bilhões.

O Ibovespa fechou em queda após uma sessão marcada pela aversão a riscos global frente à disseminação da variante Delta do coronavírus, que coloca em dúvida a retomada econômica e já leva muitos países a readotar medidas restritivas para conter a doença.

Maiores altas do Ibovespa

RAIL3: +2,00% a R$ 20,87
LWSA3: +1,38% a R$ 26,36
BIDI11: +0,86% a R$ 82,93
ENBR3: +0,39% a R$ 17,88
TIMS3: +0,34% a R$ 11,89

Maiores baixas do Ibovespa

AMER3: -8,94% a R$ 61,92
LAME4: -8,78% a R$ 7,90
VVAR3: -3,77% a R$ 14,05
GOLL4: -3,61% a R$ 20,80
PRIO3: -3,45% a R$ 18,20

Especial ADVFN –  Carteira Recomendada Julho/2021

Dólar    

dólar comercial: encerrou o dia em alta de 2,64% sendo cotado a R$ 5,251, para venda e a R$ 5,250 para compra, com os investidores cada vez mais preocupados com os efeitos na variante Delta da covid-19 na retomada da economia global, e isso prejudicou todos os mercados.

Juros

O DI para janeiro de 2022 caiu dois pontos-base a 5,76%, o DI para janeiro de 2023 teve queda de 10 pontos-base a 7,15%, o DI para janeiro de 2025 recuou oito pontos-base a 8,12% e o DI para janeiro de 2027 registrou variação negativa de seis pontos-base a 8,54%.

Ifix   

O índice fechou o dia em baixa de 0,18%, com 2.836,18 pontos. O índice até chegou a subir durante o dia, contrariando o humor pessimista dos mercados de ações por conta do avanço da variante delta do coronavírus, surgida primeiramente na Índia, mas depois acabou contaminado e ficou no vermelho.

** Aqui estão todas as carteiras de Fundos Imobiliários para o mês de julho de 2021 **

Fonte: CNN, CNBC, Infomoney, TC, G1, Agência Brasil e BDM, estadão.

Deixe um comentário