Burger King diz que fusão com Dominio's prevê atingir mais de mil restaurantes

LinkedIn

A BK Brasil, dona das marcas Burger King e Popeyes no Brasil, forneceu informações adicionais sobre a fusão com a rede de pizzaria Domino’s, anunciada no último dia 12. Com o negócio, a companhia acredita “existir um potencial de expansão que levaria a marca a atingir mais de 1.000 restaurantes no Brasil ao longo dos próximos dez anos.

O comunicado foi feito pela empresa (BOV:BKBR3)  na segunda-feira (26). Confira o documento na íntegra.

Em 2020, as vendas do sistema de lojas (próprias + franquias) da Domino’s atingiram R$ 455 milhões, sendo a DP Brasil a líder na categoria de Pizzas no segmento de Quick Service Restaurants. No ano passado, a receita líquida da empresa foi de aproximadamente R$ 190 milhões.

No mesmo período, as lojas próprias foram responsáveis por aproximadamente 62% das receitas da DP Brasil, enquanto os segmentos de suprimentos e franquias representaram 25% e 13%, respectivamente.

Segundo comunicado do BK Brasil, a DP Brasil atingiu, em 2020, Ebitda (pré-sinergias) próximo do break-even. “Os resultados refletem em grande parte o estágio inicial de maturação de uma parcela significativa das lojas próprias inauguradas nos últimos anos, os impactos da pandemia e, principalmente, a baixa alavancagem de G&A, que já estava dimensionado para suportar um número maior de operações no futuro”, informa a companhia.

O segmento de lojas próprias, prevê a empresa, deverá ser o maior responsável pelo crescimento da DP Brasil ao longo dos próximos anos. “Vemos potencial de atingimento de aproximadamente 700 lojas próprias em dez anos, com uma previsão de encerrar 2021 com um total de 110 a 120 restaurantes”, informa a companhia em fato relevante.

A empresa pretende divulgar os resultados do 2T21 no dia 02 de agosto.

⇒ Confira a agenda completa de resultados do segundo trimestre de 2021 (2T21)

BK Brasil (BKBR3): prejuízo líquido de R$ 162,4 milhões no primeiro trimestre, impactado pelo fechamento das lojas

BK Brasil, operadora das franquias Burger King e Popeye no Brasil, teve um prejuízo líquido atribuível aos sócios da companhia de R$ 162,4 milhões no primeiro trimestre de 2021, um valor cerca de três vezes maior do que o resultado negativo de R$ 55,6 milhões no ano passado, impactado pelo fechamento das lojas no trimestre.

receita líquida caiu 13,3% na mesma base de comparação, a R$ 562,6 milhões. A empresa informou que, enquanto em 2020 as medidas restritivas começaram na segunda quinzena de março, neste ano foi impactada durante todo o período, sendo março o mês de maior intensidade.

Ebitda – lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização – foi negativo em R$ 37,6 milhões, ante dado positivo de R$ 8,7 milhões dos primeiros meses de 2020. A margem Ebitda foi de valor positivo em 1,3% para dado negativo em 6,7%.

A companhia informou que optou ainda por não reconhecer os tributos diferidos sobre o prejuízo fiscal e a base negativa de CSLL no montante de R$ 58,5 milhões, até ter um cenário mais provável de realização dos créditos tributários.

Informações Broadcast

Deixe um comentário