Petróleo fecha em alta compensando algumas das preocupações com a OPEP + e Covid-19

LinkedIn

O petróleo subiu acima de US$ 69 o barril nesta terça-feira, com um mercado físico apertado compensando algumas das preocupações de fornecimento de COVID-19 e OPEP + por trás da queda de 7% da sessão anterior.

Em um sinal de oferta restrita, os estoques de petróleo nos Estados Unidos devem cair pela nona semana. A Opep espera que a demanda mundial de petróleo cresça 6,6% em 2021, com a expansão concentrada no segundo semestre do ano.

“A demanda global ainda parece estar se recuperando dinamicamente, então o mercado de petróleo deve acabar em déficit de abastecimento nos próximos meses, apesar dos aumentos de produção a serem implementados pela OPEP +”, disse Eugen Weinberg, do Commerzbank.

O petróleo tipo Brent para setembro fechou em alta de 1,06%, a US$ 69,35; io WTI para setembro fechou em alta +1,28%, a US$ 67,20.

A liquidação de segunda-feira, que empurrou o petróleo para uma baixa de dois meses e atingiu outros ativos de risco, como ações, foi impulsionada pela preocupação de que o aumento das infecções de COVID-19 poderia fazer com que a demanda enfraquecesse novamente quando a OPEP + decidiu aumentar a oferta.

“Do jeito que as coisas estão, é difícil ver os preços encenando um retorno, a menos que a agitação do vírus seja trazida de volta ao controle”, disse Stephen Brennock, da corretora de petróleo PVM.

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) e seus aliados, um grupo conhecido como OPEP +, concordaram no domingo em aumentar a produção a partir de agosto, reduzindo ainda mais as restrições de oferta postas em prática quando a pandemia atingiu no ano passado.

A variante do coronavírus Delta é agora a cepa dominante em todo o mundo, disseram autoridades americanas na sexta-feira.

Ainda assim, o analista da Julius Baer, ​​Carsten Menke, disse que é improvável que prejudique a recuperação do crescimento global, embora possa causar “soluços regionais”.

(Com informações da CNBC e BDM)

Deixe um comentário