Confira os Indicadores Econômicos desta segunda-feira (09/08/2021) - Boletim Focus, Balança Comercial, Relatório Jolts…

LinkedIn

Confira os principais indicadores econômicos de hoje, em destaque a balança comercial da China registrou superávit de US$ 56,60 bilhões em julho, após o saldo positivo de US$ 51,50 bilhões em junho, segundo dados da Administração Geral das Alfândegas do país.

Brasil

  • IGP-DI subiu 1,45% em julho, percentual superior ao apurado no mês anterior

O Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI) subiu 1,45% em julho, percentual superior ao apurado no mês anterior, quando variara 0,11%. Com este resultado, o índice acumula alta de 15,91% no ano e de 33,35% em 12 meses. Em julho de 2020, o índice havia subido 2,34% e acumulava elevação de 10,37% em 12 meses.

O Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) subiu 1,65% em julho, após queda de 0,26% em junho. Na análise por estágios de processamento, a taxa do grupo Bens Finais variou de 0,97% em junho para 1,50% em julho. O principal responsável por este avanço foram os alimentos in natura, cuja taxa passou de -4,00% para 2,23%. O índice de Bens Finais (ex), que resulta da exclusão de alimentos in natura e combustíveis para o consumo, variou 1,05% em julho, contra 1,50% em junho.

  • Brasil teve superávit comercial de US$ 1,636 bilhão na semana encerrada em 8 de agosto

O Brasil teve superávit comercial de US$ 1,636 bilhão na semana encerrada em 8 de agosto, resultado de US$ 5,9 bilhões em exportações e de US$ 4,2 bilhões em importações – o que representa médias diárias de, respectivamente, US$ 1,2 bilhão e US$ 844,2 milhões -, de acordo com dados divulgados pelo Ministério da Economia.

A corrente de comércio no período foi de US$ 10,1 bilhões.

“No acumulado de agosto até dia 8, o superávit comercial somou US$ 1,636 bilhão, reflexo de US$ 5,857 bilhões em exportações e de US$ 4,221 bilhões em importações.

  • IPC-S da primeira quadrissemana de agosto subiu 0,97%

O IPC-S da primeira quadrissemana de agosto de 2021 subiu 0,97% e acumula alta de 9,23% nos últimos 12 meses.,

Nesta apuração, cinco das oito classes de despesa componentes do índice registraram acréscimo em suas taxas de variação. A maior contribuição partiu do grupo Saúde e Cuidados Pessoais (0,00% para 0,53%). Nesta classe de despesa, cabe mencionar o comportamento do item plano e seguro de saúde, cuja taxa passou de -1,27% para 0,68%.

Também registraram acréscimo em suas taxas de variação os grupos: Alimentação (0,78% para 1,10%), Vestuário (0,08% para 0,21%), Despesas Diversas (0,02% para 0,11%) e Transportes (0,85% para 0,88%). Nestas classes de despesa, vale destacar o comportamento dos itens: hortaliças e legumes (-0,17% para 4,81%), calçados masculinos (-0,52% para 0,22%), alimentos para animais domésticos (0,42% para 1,02%) e automóvel usado (0,87% para 1,17%).

  • Boletim Focus: previsão para Selic em 2021 sobe de 7,00% para 7,25%

Os economistas ouvidos pelo Banco Central (BC) revisaram a previsão da taxa básica de juros ao fim deste ano em alta, passando de 7,00% para 7,25%. Há um mês, a projeção para a taxa Selic ao fim de 2021 era de 6,63% ao ano.

Para 2022, a previsão para a Selic também foi elevada a 7,25% ao ano, depois de quatro semanas a 7,00%.. No que se refere a 2023 e 2024, a previsão para o juro básico foi mantida em 6,50% cada, há 19 e 15 semanas, respectivamente.

Na semana passada, o Copom acelerou o ritmo do aperto monetário em 100 pontos-base, elevando a taxa Selic em 5,25%. Além disso, a autoridade monetária sinalizou a intenção de manter o ritmo de elevação da taxa básica de juro na reunião de setembro com o objetivo de ancorar as expectativas inflacionárias para 2022 e convencer o mercado que não está atrás da curva.

Europa

  • Superávit comercial da Alemanha somou 16,3 bilhões de euros em junho

O superávit comercial da Alemanha somou 16,3 bilhões de euros em junho, alta de 5,8% na comparação com junho de 2020 e de 30,4% em relação a maio, segundo dados do departamento nacional de estatísticas alemão, o Destatis.

As exportações somaram 118,7 bilhões de euros em junho, alta de 23,6% ante o mesmo período de 2020, enquanto as importações somaram 102,4 bilhões de euros, alta de 27,0% na mesma base de comparação. Na comparação de junho com maio, em dados com ajuste sazonal e de calendário, as exportações avançaram 1,3% e as importações 0,6%.

O Destatis divulgou também que a balança de serviços teve um superávit de 500 milhões de euros em junho, as transferências unilaterais tiveram saldo negativo de 2,9 bilhões de euros e a balança de rendas teve déficit de 8,6 bilhões de euros.

Estados Unidos

  • EUA registraram 10,073 milhões de postos de trabalho abertos no último dia útil de maio, diz relatório Jolts

Os Estados Unidos registraram 10,073 milhões de postos de trabalho abertos no último dia útil de maio, uma alta em relação aos 9,483 milhões registrados um mês antes (dado revisado), segundo o relatório de emprego e vagas (Jolts, na sigla em inglês) divulgado pelo Departamento do Trabalho, que não inclui o setor rural.

Houve 6,719 milhões de contratações em junho, ante as 6,022 milhões feitas em abril (dado revisado). Houve 5,584 milhões de demissões em maio, após as 5,330 milhões um mês antes (dado revisado).

O relatório Jolts foi citado pelo Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) como uma das medidas favoritas sobre a saúde do mercado de trabalho dos Estados Unidos.

China

  • Balança comercial da China registrou superávit de US$ 56,60 bilhões em julho

A balança comercial da China registrou superávit de US$ 56,60 bilhões em julho, após o saldo positivo de US$ 51,50 bilhões em junho, segundo dados da Administração Geral das Alfândegas do país. Os analistas esperavam superávit de US$ 54,0 bilhões.

As exportações da China subiram 19,3% em julho em base anual, após a alta de 32,2% de junho. Analistas esperavam avanço de 20,0% nas exportações.

Por sua vez, as importações chinesas subiram 28,1% em julho na comparação com o mesmo mês de 2020, após a alta de 36,7% em junho. A previsão era de alta de 31,7%.

Deixe um comentário