Klabin: startup da primeira etapa do Projeto Puma II é alterada para a segunda quinzena de agosto

LinkedIn

A Klabin informa que a data prevista para o startup da primeira etapa do Projeto Puma II foi alterada para a segunda quinzena de agosto de 2021. Segundo a empresa, a mudança se dá em função de contingências pontuais nos processos de comissionamento e testes pré-operacionais e não altera o investimento total previsto para o Projeto.

O comunicado foi feito pela empresa (BOV:KLBN11) nesta qunta-feira (05). Confira o documento na íntegra.

O Projeto Puma II, aprovado em 16 de abril de 2019 contempla a expansão de capacidade no segmento de papéis para embalagem, por meio da construção de duas máquinas de papel com produção de celulose integrada, na unidade industrial Puma no município de Ortigueira/PR.

A primeira etapa consiste na construção de uma linha de fibras principal para a produção de celulose não branqueada integrada a uma máquina de papel kraftliner e kraftliner branco (white top liner) com capacidade de 450 mil toneladas anuais, que serão comercializados sob a marca Eukaliner®, primeiro papel kraftliner do mundo produzido a partir de 100% de fibras de eucalipto. O startup desta etapa estava planejado para a segunda quinzena de julho de 2021.

A segunda etapa, que originalmente contemplava a construção de uma máquina de papel kraftliner, após a revisão dos estudos mercadológicos, de engenharia e de viabilidade econômica, contará com a instalação de uma máquina de papel cartão integrada a uma linha de fibras complementar, com capacidade de produzir 460 mil toneladas anuais. A construção da segunda etapa terá início imediato, com previsão de startup no segundo trimestre de 2023.

A Klabin pretende divulgar os resultados do 2T21 no dia 10 de agosto.

Lucro líquido de R$ 421 milhões no 1T21, revertendo prejuízo

Klabin registrou lucro líquido de R$ 421 milhões no primeiro trimestre deste ano revertendo o prejuízo de R$ 3,143 bilhões no mesmo período de 2020.

Segundo a empresa, o primeiro trimestre de 2021 foi impactado pela retomada da demanda no mercado local e no externo após forte impacto da pandemia de coronavírus. O cenário permitiu o reajuste de preços em todas as linhas de negócios, que com a desvalorização do real e o bom desempenho operacional, impulsionou os resultados.

receita líquida nos três primeiros meses do ano somou R$ 3,467 bilhões, alta de 34% na comparação anual.

ebitda – lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização – ajustado melhorou 24% no período, somando R$ 1,274 bilhão, na mesma base de comparação.

Informações Broadcast

Deixe um comentário