Lojas Renner: administração não teve conhecimento sobre qualquer notificação formal do Procon-SP

LinkedIn

A administração da Lojas Renner afirma em nota que, até o momento, não teve conhecimento sobre qualquer notificação formal do Procon-SP.

O órgão informou que notificou a companhia pedindo explicações sobre o ataque cibernético que a empresa sofreu na quinta-feira.

Segundo o Procon-SP, a Renner (BOV:LREN3) deverá informar quais bancos de dados foram atingidos, qual foi o nível de exposição, por qual período o site ficou indisponível e se houve vazamento de dados pessoais de clientes e de outras informações estratégicas até quarta-feira (25/08).

Lojas Renner: equipes continuam trabalhando para restabelecer o e-commerce após o ataque cibernético

A Lojas Renner informa que as equipes continuam trabalhando para restabelecer o e-commerce em breve após o ataque cibernético sofrido nesta quinta-feira, 19, que retirou os sistemas do ar. A empresa destaca que todas as lojas físicas continuam abertas e operando, em atualização do comunicado divulgado anteriormente. Afirma ainda que os principais bancos de dados permanecem preservados.

No documento, a empresa diz que continua atuando de forma diligente para mitigar os efeitos causados. “As equipes permanecem mobilizadas, executando o plano de proteção e recuperação, com todos seus protocolos de controle e segurança e trabalhando para restabelecer todas as operações da companhia”.

No comunicado lançado ontem, a Lojas Renner ressaltou que faz uso de tecnologias e padrões rígidos de segurança, e que continuará aprimorando sua infraestrutura para incorporar cada vez mais protocolos de proteção de dados e sistemas.

Lojas Renner supostamente teve seu sistema infectado por um ransomware

Lojas Renner supostamente teve seu sistema infectado por um ransomware na tarde desta quinta-feira (19). De acordo com imagens divulgadas em redes sociais, a empresa já estaria sendo extorquida pelo valor de US$ 1 bilhão para liberação dos arquivos.

Uma captura de tela compartilhada com a The Hack aparentemente retrata uma conversa entre funcionários da companhia através de um grupo no WhatsApp. Por lá, alguém diz que é “vírus”, “criptografou todo o data center” e que “tá tudo fora”, “todas as lojas”, “toda a infra (sic)”.

A conversa indica ainda que até as lojas físicas estariam com as portas fechadas por incapacidade de operar seus sistemas. Tentamos contato telefônico com filiais da rede Renner para confirmar essa informação, mas não obtivemos sucesso até o momento.

Informações Broadcast

Deixe um comentário