Braskem: Novonor pretende realizar follow on para vender sua participação acionária na companhia

LinkedIn

A Novonor, ex-Odebrecht, pretende realizar uma oferta subsequente de ações (follow on) para vender sua participação acionária na Braskem, de acordo com fontes ouvidas pelo jornal Valor Econômico. Contudo, ainda não houve nenhuma divulgação oficial pelas companhias.

O comunicado foi feito pela empresa (BOV:BRKM5) nesta segunda-feira (20).

Procurada, a assessoria de imprensa da Novonor disse que a empresa não pode comentar sobre o assunto.

Segundo o veículo, a empresa apresentará o plano de venda dos ativos ainda nesta segunda-feira, 20, aos seus credores.

Atualmente, a Novonor possui 50,1% do capital votante da petroquímica e 38,3% do capital total. Com isso, a fatia na Braskem vale hoje na bolsa cerca de R$ 19,3 bilhões.

As fontes relevaram ainda que, apesar de a Novonor optar por um follow on, o formato final depende do caminho que a Petrobras, que também é sócia da Braskem, vai tomar para liquidar sua fatia.

Vale pontuar que a estratégia de venda em bolsa ganhou peso após a proposta inicial da Novonor, de buscar interessados por meio de fusões e aquisições, não ter atraído um comprador único.

Em agosto, a Petrobras já havia deixado claro sua intenção de vender sua participação na petroquímica. Na época, a estatal disse que já tinha contratado o banco J.P Morgan para assessorar uma eventual oferta.

Deixe um comentário