CEO da Disney projeta um crescimento de assinantes no 4º trimestre menor do que as estimativas

LinkedIn

O CEO da Disney (NYSE:DIS), Bob Chapek, disse na terça-feira (21) que o crescimento do serviço de streaming de sua empresa “atingiu alguns ventos contrários” relacionados ao coronavírus, fazendo com que as ações caíssem ontem.

A Disney espera adicionar “poucos milhões de um dígito” de assinantes de streaming no quarto trimestre, disse Chapek. As ações da Disney negociadas na NYSE encerraram a sessão com queda de 4,1% após os comentários de Chapek na conferência virtual Goldman Sachs Communacopia. As ações da Disney negociadas na B3, através do ticker (BOV:DISB34), caíram de R$ 63,57 (preço de abertura), para R$ 60,27 reais (preço de fechamento).

Chapek disse “mobilizar parceiros” na América Latina para impulsionar o novo serviço de streaming Star + da Disney, a suspensão da Premier League indiana – cujos jogos vão ao ar no Disney’s Hotstar – e atrasos na produção da variante delta prejudicaram o número de assinantes no quarto trimestre.

“Veremos um pouco mais de ruído do que talvez os projetos da Wall Street, trimestre a trimestre”, disse Chapek. “O ressurgimento da Covid-19 e delta impactou algumas de nossas produções”.

A previsão de Chapek é significativamente menor do que algumas estimativas de analistas. Bryan Kraft, analista do Deutsche Bank, projetou adições líquidas do Disney + para cerca de 13 milhões no trimestre.

Os atrasos na produção global serão “de muito curto prazo”, disse Chapek. Mas ele reconheceu que não haverá tanta programação nova no quarto trimestre “do que poderíamos esperar”, o que afetará o crescimento de assinantes.

A Disney projetou 230 milhões a 260 milhões de assinantes Disney + até 2024. A Disney disse em agosto que tinha 116 milhões de assinantes Disney +.

Chapek alertou os investidores de que o crescimento trimestre a trimestre “não é linear” e que algumas instabilidades são esperadas. Ainda assim, ele permaneceu confiante nas perspectivas de crescimento de longo prazo da Disney.

No entanto, no pré-mercado de quarta-feira, as ações da Disney negociadas na NYSE subiram 0,9% no pré-mercado, depois que o Credit Suisse disse que a queda da Disney no dia anterior foi uma reação exagerada e as ações poderiam se recuperar mais de 27%.

Deixe um comentário