Ouro fecha em queda de 2,12% com valorização do dólar após alta do varejo nos EUA

LinkedIn

O ouro fechou em queda, pressionado para baixo pela valorização do dólar, após um avanço inesperado das vendas no varejo dos Estados Unidos em agosto. A força da moeda americana deixa o metal precioso mais caro e menos atrativo para quem negocia com outras divisas, o que, por sua vez, reduz a demanda pela commodity.

Na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), o ouro com entrega prevista para dezembro encerrou o dia com baixa de 2,12%, a US$ 1.756,7 a onça-troy. No horário de fechamento do metal, o índice DXY, que mede a variação do dólar contra seis pares, subia 0,42%, a 92,941 pontos.

A baixa procura por ouro hoje ocorreu mesmo com um recuo nos mercados acionários asiáticos e americanos. No geral, há temores sobre o crescimento econômico global, o que foi reforçado nos últimos dias por dados fracos de atividade na China e a possibilidade de default da incorporadora chinesa Evergrande.

No entanto, na visão do analista da Spartan Peter Cardillo, a queda “acentuada” do ouro pode durar pouco. “Não vemos esse declínio como o início de uma tendência de queda renovada e vemos os preços se recuperando rapidamente. Em outras palavras, uma oportunidade de compra”, afirma.

Segundo o profissional, a inflação e tensões geopolíticas devem trazer de volta a demanda pela segurança do metal precioso.

Informações Dow Jones Newswires

Deixe um comentário