Satya Nadella: As empresas são ‘míopes’ se já estão forçando os funcionários a voltarem ao escritório

LinkedIn

O CEO da Microsoft (NASDAQ:MSFT), Satya Nadella, disse que as empresas deveriam usar dados para determinar quando e como os funcionários voltam ao trabalho, segundo entrevista da CNBC na quinta-feira (9).

Os comentários de Nadella vêm enquanto a empresa adia a reabertura indefinidamente devido a preocupações sobre a variante delta da Covid-19 . A Microsoft adiou anteriormente seu plano de reabertura de 7 de setembro para 4 de outubro no mês passado.

“Estou ansioso para que o mundo inteiro supere esse desafio porque, até que façamos isso, qualquer empresa em particular, de qualquer região, pensando que encontrou a resposta, acho que será apenas míope”, disse ele.

A Microsoft (BOV:MSFT34) se junta a várias empresas de tecnologia, incluindo Amazon, Facebook e Google, que adiaram as reaberturas em meio ao aumento do número de casos nos Estados Unidos.

Nadella também destacou o recente Índice de Tendências de Trabalho da empresa, que revelou que os sentimentos de inclusão e apoio gerencial são altos entre os funcionários da empresa. Mas, embora muitos trabalhadores desejem a flexibilidade do trabalho remoto, eles desejam conexões pessoais com colegas, um fenômeno que a empresa chama de paradoxo do trabalho híbrido.

“Às vezes pensamos nesta pandemia ou no impacto dela em uma região por vez, mas é um mundo conectado”, disse Nadella. “Uma coisa que decidimos é de agora em diante, usaremos apenas os dados para realmente falar sobre a abertura de qualquer região em particular.”

A Microsoft também anunciou que está lançando novos recursos do aplicativo Teams em 2022, que eles esperam poder melhorar a experiência de reunião com colegas remotamente. Os recursos incluem uma câmera AI que pode detectar quem está falando e a capacidade de integrar um feed de câmera do Teams com o PowerPoint.

Embora o software possa ajudar os gerentes a acomodar as preferências dos funcionários, ele tem seus limites, alertou Nadella.

“A conexão entre o funcionário e a missão da empresa, seu líder e a equipe, acho que vai ser a nova moeda”, disse ele. “Acho que também é um lugar onde a tecnologia e os dados podem ajudar.”

Deixe um comentário