BTG adiciona empresa com grande potencial a ser destravado

LinkedIn

Confira a análise do BTG Pactual sobre empresa adicionada em sua carteira mensal. Dessa maneira, a corretora do banco recomenda companhia que está preparada para novo ciclo de crescimento, negociando a um valuation atraente que só reflete seus ativos atuais, que não considera o grande potencial da companhia nos próximos anos.

BTG adiciona Raízen (RAIZ4)

O BTG adicionou a Raízen (BOV:RAIZ4) ao seu portfólio mensal. A corretora do banco percebe a empresa preparada para iniciar um novo ciclo de crescimento após consolidar o portfólio construído a partir de seus ativos de processamento de cana-de-açúcar e distribuição de combustível.

Além disso, um caminho de crescimento sustentado por uma capacidade significativa de originação de biomassa e pronta para entregar alternativas renováveis que vão do etanol celulósico, biogás, pelotas e outros coprodutos de seus campos de cana-de-açúcar. Com uma escala incomparável, uma forte cultura corporativa e uma estratégia clara, oferece uma proposta de valor muito atraente.

Valuation só reflete estrutura atual

A ação está 4% abaixo do preço do IPO e, nos níveis atuais, os analistas continuam a ver a empresa negociando em níveis pouco exigentes (14x P/L para o ano fiscal de 2023) que meramente refletem os ativos em seu portfólio atual, ignorando o valor dos novos empreendimentos a serem explorados na próxima década, a maior parte na indústria de energias renováveis e negócios de proximidade.

Por fim, o BTG avalia os ativos atuais da Raízen em cerca de R$ 7 por ação, o que é muito perto do preço atual, sugerindo que o potencial de valorização proveniente das novas energias renováveis está quase inteiramente como potencial a ser destravado.

Deixe um comentário