Futuros dos EUA sobem após maior sequência de alta do S&P 500 e Nasdaq desde Julho

LinkedIn

ÁSIA: As bolsas asiáticas fecharam majoritariamente em alta nesta terça-feira, com ações de tecnologia da região saltando após ganhos em suas contrapartes em Wall Street.

O índice Hang Seng Tech em Hong Kong saltou mais de 3%. As ações da Alibaba listadas em Hong Kong subiram 1,3%, enquanto as da Meituan avançaram 1,8%. No Japão, o conglomerado japonês Softbank Group subiu 3,06%, enquanto na Coreia do Sul, as ações da fabricante de chips SK Hynix adicionaram 0,62%. Os investidores também monitoraram as ações de fornecedores da Apple na Ásia depois que a gigante de tecnologia anunciou novos produtos na segunda-feira. As ações da Taiyo Yuden caíram cerca de 2%, enquanto a Murata Manufacturing recuou 0,74%, no Japão, enquanto que Taiwan Semiconductor Manufacturing saltaram 1,69% em Taiwan, enquanto na China continental, as ações da Luxshare subiram 6,32%.

O composto de Xangai subiu 0,7% para fechar em 3.593,15 pontos, enquanto o Shenzhen Component subiu mais de 1% para 14.499,77 pontos. O índice Hang Seng de Hong Kong subiu 1,49%, em 25.787.21 pontos.

O Nikkei do Japão avançou 0,65% para fechar em 29.215,52 pontos e na Coreia do Sul, o Kospi subiu 0,74%, para 3.029,04 pontos.

O mercado acionário australiano caminhava para seu quarto dia consecutivo de ganhos, mas a fraqueza de mineradoras como a BHP empurrou 6 pontos para baixo e o ASX 200 fechou em queda de 0,08%, para 7.374,90 pontos. O setor de tecnologia teve um dia forte, mas não foi suficiente para neutralizar o recuo do setor de materiais que teve um revés antecipado com os resultados trimestrais da BHP. A gigante da mineração informou que a maioria de suas commodities, incluindo carvão, níquel, cobre e minério de ferro, registrou declínios na produção no trimestre até setembro. Suas ações caíram 1,7%, enquanto Fortescue Metals recuou 0,8% e Rio Tinto despencou 3,1%.

A minuta da reunião de política monetária de outubro do Banco Central da Austrália mostrou que o RBA esperando que a economia australiana “retorne ao crescimento no último trimestre de 2021 e à sua trajetória pré-Delta na segunda metade de 2022”.

O índice MSCI para a Ásia-Pacífico exceto Japão subiu 1,14%.

EUROPA: As bolsas europeias operam entre pequenas altas e baixas na sessão matinal de terça-feira, apesar do sentimento global positivo.

O pan-europeu Stoxx 600 sobe 0,20%. com ações de recursos básicos sobem, enquanto as ações de seguros cem.

O alemão DAX 30 avança 0,01%, o francês CAC 40 recua 0,04%, o FTSE MIB da Itália sobe 0,22%. Na Península Ibérica, o IBEX 35 da Espanha sobe 0,68%, enquanto o PSI de Portugal adiciona 0,20%.

Em Londres, o FTSE 100 avança 0,08%. Entre as mineradoras listadas na LSE, Anglo American sobe 1%, Antofagasta adiciona 0,8%, enquanto as gigantes BHP e Rio Tinto avançam 1,7% cada. As empresas produtoras de petróleo e gás BP e Royal Dutch Shell avançam 0,7% cada.

EUA: Os futuros dos índices das ações dos EUA apontam para uma abertura positiva em Wall Street, com o S&P 500 e o Nasdaq Composite registrando o maior rali desde o final de julho.

O cenário positivo vem à medida que os ganhos corporativos ofuscam em grande parte as preocupações com as interrupções da cadeia de suprimentos. As empresas estão alertando que as interrupções no fornecimento decorrentes da pandemia estão dificultando a produção e podem prejudicá-las financeiramente. Os investidores temem que isso esteja alimentando a inflação e possa prejudicar uma recuperação econômica.

De acordo com o Bank of America, até a primeira semana da temporada de balanços, 66% das empresas bateram tanto nas vendas quanto no lucro por ação, bem acima da média histórica de 47%. No mesmo sentido, a FactSet, apontou que das 41 empresas do S&P 500 que relataram resultados do terceiro trimestre, 80% superaram as expectativas de lucro.

Na segunda-feira, o S&P 500 e o Nasdaq Composite registraram seu quarto dia de ganhos. O S&P 500 subiu 0,34%. O Nasdaq ganhou 0,84% com Facebook, Amazon, Apple, Netflix e Alphabet, dona da Google, fechando em alta. O Dow Jones Industrial Average perdeu 36,15 pontos, ou queda de 0,10%, puxado para baixo por uma baixa de 3% nas ações da Disney.

A temporada de balanços continua na terça-feira com importantes relatórios como da Johnson & Johnson, Procter & Gamble, Netflix e United Airlines.

Os investidores também acompanham o achatamento da curva de rendimento, já que o “spread” entre os títulos do Tesouro de 5 anos e os de 30 anos estão na menor diferença desde o início de 2020.

Na agenda econômica, às 9h30 sairá o número de casas que começaram a ser construídas e autorizações para a construção de imóveis.

CRIPTOMOEDAS: Os mercados estarão acompanhando o lançamento do primeiro fundo negociado em bolsa de Bitcoin. O provedor de fundos ProShares deve lançar o ETF baseado Bitcoin sob o ticker “BITO” na terça-feira, tornando-se o primeiro ETF dos EUA ligado à cripto, um marco para o setor de ativos digitais que nasceu em 2008.

A perspectiva de um ETF, que em teoria proporcionará que mais investidores tenham acesso ao Bitcoin sem ter que se preocupar com a custódia do ativo virtual, levou o preço do Bitcoin para perto de um recorde na casa de US $ 65.000.

Nesta terça-feira, o Bitcoin sobe 1,58%, para US $ 62.297,0, o Ethereum sobe 1,86%, em US 3.795,61, enquanto XRP e Litecoin avançam 0,98% e 2,84%, respectivamente.

ÍNDICES FUTUROS – 7h30:
Dow: +0,37%
SP500: +0,43%
NASDAQ100: +0,36%

COMMODITIES:
MinFe Dailan: +0,07%
Brent: +0,70%
WTI: +1,13%
Soja: +0,53%
Ouro: +0,78%
Bitcoin: +1,58%

OBSERVAÇÃO: Este material é um trabalho voluntário, independente, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. O texto da sessão asiática está no tempo passado, enquanto a europeia e a americana estão no presente devido ao horário em que este relatório é redigido. Atentem-se para o horário de disponibilização dos dados. O texto não é indicação de compra, manutenção ou venda de ativos.

Deixe um comentário