Petrobras apresenta ao Ibama pedido de licença para explorar petróleo na região da foz do Rio Amazonas

LinkedIn

A Petrobras apresentou ao Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) um pedido de licença de operação para explorar petróleo na região da foz do Rio Amazonas – área de sustentabilidade ambiental.

O comunicado foi feito pela petroleira (BOV:PETR3) (BOV:PETR4) nesta segunda-feira (25)

A solicitação foi enviada no dia 30 de agosto, mas a estatal só tornou o ato público por meio de uma nota no Diário Oficial da União (DOU), segundo informa o Estadão.

De acordo com o jornal, a insistência em perfurar cinco blocos na região marítima da foz do Amazonas ocorre após o Ibama rejeitar quatro pedidos feitos pela antiga dona das concessões, a petroleira francesa Total E&P.

Os blocos estão localizados em água profundas na região Norte do Brasil, a aproximadamente 120 quilômetros do Amapá, área que é uma “fronteira exploratória de alto potencial na margem equatorial brasileira”, como aponta a Petrobras.

Em fevereiro, a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) aprovou a transferência dos cinco blocos de petróleo da Total para a Petrobras. A decisão ocorreu após a francesa não conseguir avançar com o processo de licenciamento ambiental dos blocos, que estão localizados em uma das áreas mais sensíveis da região e de extrema riqueza ambiental.

As áreas foram leiloadas em 2013, arrematadas em um leilão pelo consórcio formado entre a Total e a britânica BP.

A licença ambiental para exploração dos blocos, contudo, nunca foi obtida pelas companhias. Em 2018, o Ibama rejeitou, pela quarta vez, um pedido da Total para iniciar a perfuração na bacia.

Informações Trademap

Deixe um comentário