Ações da Square (SQ, S2QU34): O que os investidores devem procurar?

LinkedIn

A Square (NYSE:SQ) está entre as ações de tecnologia de grande capitalização que vale a pena dar uma olhada no momento. Esta empresa de serviços financeiros e pagamentos digitais com sede em San Francisco está tomando as medidas certas no setor de fintech.

A Square está entre as líderes em infraestrutura de pagamentos nos Estados Unidos. Muitos investidores apontaram isso como uma forma de fazer a transição acelerada em direção aos modelos de varejo omnicanal para muitas empresas de pequeno e médio porte.

Como outras ações de fintech, a pandemia proporcionou à Square uma vantagem. Consequentemente, aqueles preocupados com a ascensão da variante Ômicron podem gostar de como o Square está posicionado agora.

No entanto, dada toda a incerteza no mercado, as ações SQ são difíceis de prever.

Vamos mergulhar no que está por trás da volatilidade recente com o Square.

O que está acontecendo o preço da Square?

Os últimos meses foram voláteis para os investidores na Square. Neste verão, a empresa de pagamentos viu uma volatilidade significativa, atingindo um novo máximo histórico em agosto, apenas para cair cerca de 25% para os níveis atuais.

As perspectivas de crescimento da Square no futuro parecem fortes. No entanto, os investidores parecem estar preocupados com o fato de que as perspectivas futuras de crescimento da Square e de outros concorrentes de fintech podem não ser tão brilhantes quanto se pensava inicialmente.

Um dos principais impulsionadores da ação SQ a novos máximos em agosto foi o sentimento em torno dos dois ecossistemas da empresa – Seller e Cash App As receitas no segundo trimestre chegaram a US$ 1,96 bilhão (ex-Bitcoin). Isso representou um crescimento de 87% ano a ano, impulsionado principalmente por esses dois segmentos.

O negócio Cash App da empresa oferece aos usuários uma alternativa bancária fácil para enviar e receber dinheiro. Isso tem sido apresentado como um concorrente de plataformas de alto perfil como o PayPal (PYPL, PYPL34), fornecendo aos investidores uma tese de crescimento fundamental para a posse dessas ações.

No entanto, os números do terceiro trimestre da Square desapontaram, para dizer o mínimo. A desaceleração do crescimento do Cash App da Square traduziu-se em perda de ganhos e receitas.

Parece que o “retorno ao normal” que vimos ao estarmos saindo da pandemia desacelerou o crescimento das empresas de pagamentos digitais substancialmente mais rápido do que os analistas esperavam. Se isso vai continuar, dado o surgimento de mais uma variante, resta saber. No entanto, por enquanto, a perspectiva de crescimento da Square parece turva por esses resultados recentes.

Um dos grandes negócios que impulsionou as ações da SQ tão alto neste verão foi a aquisição anunciada do serviço, compre agora, pague depois (BNPL), o Afterpay. A recente aprovação desta aquisição de US$ 29 bilhões no início deste mês sugeriu aos investidores que a Square não está desacelerando em termos de sua abordagem agressiva para gerar crescimento.

Na verdade, se os negócios principais da Square estão sob pressão, a empresa mostrou disposição para adquirir o crescimento que os investidores desejam. Para investidores em crescimento de longo prazo, isso pode ser bom ou ruim. Na verdade, questões sobre se a Square pagou a mais por este negócio pode ofuscar o impacto final na receita que o Afterpay poderia trazer.

Dito isso, há muito o que gostar sobre as perspectivas de crescimento do segmento compre agora, pague depois. O crescimento da receita da Afterpay de 92% desde 2019 é notável e algo que os investidores da Square certamente gostam de ver.

A esperança é que a Square possa integrar o serviço da Afterpay em sua plataforma para estimular o crescimento orgânico. Se esse crescimento se materializa ou não, é uma grande questão. No entanto, pode-se argumentar que a geração de sinergia é real como resultado desse negócio.

Visão de Wall Street

Voltando-se para Wall Street, a Square tem uma classificação de consenso de Moderate Buy (Compra Moderada), com base em 17 Buys, quatro Holds e um Sell atribuída nos últimos três meses. O preço-alvo médio da Square de US$ 306,48 implica 44% de potencial de alta.

A Square também é negociada na B3 através do ticker (BOV:S2QU34).

A S2QU34 tem um máximo de 52 semanas de R$ 100,00, e o mínimo de R$ 41,58.

Na terça-feira (30), está cotada a um último preço de R$ 47,40 reais.

Gráfico linha 6 meses (diário) da S2QU34 - br.advfn.com

Gráfico linha 6 meses (diário) da S2QU34 – br.advfn.com

Fontes: CNBC, WSJ, FX empire, FX Street, Reuters, The Street, TipRanks

Isenção de responsabilidade: A ADVFN não faz recomendações de ativos. A matéria tem cunho jornalístico.

Deixe um comentário