Dow Jones perde 532 pontos na sexta-feira; S&P 500 teve queda de quase 2% na semana

LinkedIn

As ações dos EUA ficaram sob pressão novamente na sexta-feira (17) em meio a preocupações com a política monetária mais rígida e a pandemia em curso, levando a uma semana perdida para os principais índices.

O Dow Jones caiu 532,20 pontos, ou -1,48%, para 35.365,44 pontos. O S&P 500 caiu -1,03% por um segundo dia de baixa para 4.620,64 pontos. O Nasdaq Composite encerrou o pregão -0,07% menor, em 15.169,68 pontos, após ser negociado brevemente no verde. Em sua baixa da sessão, o Nasdaq caiu -1,5%.

Os principais índices registraram uma semana negativa com o Nasdaq tendo a maior queda. O benchmark de alta tecnologia caiu 3%, enquanto o Dow Jones e o S&P 500 caíram 1,7% e 1,9%, respectivamente.

A sexta-feira coincidiu com o vencimento das opções de ações, opções de índice, futuros de ações e futuros de índices – um evento trimestral conhecido como “quadruple witching” que normalmente vem com maior volatilidade.

O setor financeiro do S&P foi o que teve mais dificuldades na sexta-feira, com uma perda de -2,3% após as ações de bancos terem alta na sessão anterior. O Goldman Sachs perdeu quase 4%, enquanto o Bank of America e o JPMorgan perderam mais de 2%.

Muitas ações de tecnologia da megacap registraram perdas acentuadas esta semana. A Microsoft caiu 0,3% na sexta-feira, levando seu declínio semanal para 5,5%. Alphabet, Meta Platforms e Apple caíram mais de 4% esta semana.

As ações da Rivian caíram mais de 10% na sexta-feira, depois que a fabricante de caminhões disse que ficará aquém de sua meta de produção de 2021.

Os investidores pareciam estar mudando de nomes de tecnologia de alto crescimento para produtos básicos do consumidor, enquanto continuavam a digerir o movimento mais recente do Federal Reserve junto com o aumento da inflação e a disseminação da variante Ômicron.

As ações da FedEx saltaram quase 5% depois que os lucros trimestrais e os resultados de receita superaram as expectativas e ela anunciou uma recompra de US$ 5 bilhões. A empresa também restabeleceu sua previsão original de lucros de 2022.

Os fabricantes de vacinas de Covid-19, Moderna e Pfizer, estavam entre os maiores ganhadores no S&P 500 nesta semana, com retornos semanais de 14,7% e 12,7%, respectivamente.

(Com CNBC)

Deixe um comentário