Bom dia ADVFN - Forte aperto monetário do FED, balanços dos EUA e agravamento da pandemia no Brasil no radar

LinkedIn

Esse é o Bom dia, Investidor!  19 de Janeiro de 2022, com tudo o que você precisa saber antes da Bolsa abrir!

📣📰 Confira as principais manchetes dos jornais de hoje 📰

Bolsas mundiais:  As bolsas mundiais recuam em meio à alta do rendimento dos títulos do Tesouro nos EUA. Os índices futuros americanos recuam  após uma venda generalizada na véspera impulsionada pela alta do rendimento de títulos do Tesouro dos Estados Unidos. As ações globais vão tendo um início de ano extremamente volátil, prejudicadas por uma postura mais agressiva do Fed, interrupções econômicas causadas pela cepa Ômicron e riscos para os lucros corporativos devido ao aumento dos custos. Os rendimentos mais altos nos títulos estão forçando os investidores a repensar as avaliações de uma série de ativos.

Na Ásia, as bolsas fecharam com em sua maioria em baixa, com destaque negativo para Japão. O índice de ações da MSCI na Ásia-Pacífico caiu pela quinta sessão, liderado pelo Japão, onde as perdas superaram os 3%.  O índice Hang Seng, de Hong Kong, contrariou a tendência geral de queda e teve leve alta. Os papéis do conglomerado japonês Sony recuaram 12,79% após a Microsoft anunciar a compra da empresa de videogames Activision Blizzard por quase US$ 69 bilhões, no que pode ser o maior negócio de tecnologia dos Estados Unidos da história. A negociação dos papéis da operadora de cruzeiros Genting Hong Kong foi suspensa após a companhia anunciar que seu caixa deve se esgotar até o final de janeiro. Os preços do petróleo avançaram nas negociações de overnight ao maior patamar em sete anos e operam em alta após rebeldes Houthi reivindicarem um ataque mortífero a Abu Dhabi, capital dos Emirados Árabes Unidos, que prometem retaliar, aumentando a tensão na região.

Na Europa, os mercados operam em sua maioria em baixa. O índice Stoxx 600, que reúne as ações de 600 empresas de todos os principais setores de 17 países europeus, recua 0,1%, com destaque negativo do setor de alimentos e bebidas e positivo do varejo. Dados divulgados pelo Escritório para Estatísticas Nacionais indicam que a inflação no Reino Unido avançou em dezembro a 5,4% frente ao mesmo período do ano anterior, o maior patamar em 30 anos, em meio à alta do custo da energia, demanda mais forte e problemas que afetam a cadeia de suprimentos. A alta também representa uma aceleração frente ao patamar de 5,1% de novembro, e fica acima da expectativa de analistas ouvidos pela agência internacional de notícias Reuters, de 5,2%.

Nos Estados Unidos,  Os índices operam em baixa no momento. Na terça-feira, o Dow perdeu mais de 540 pontos, prejudicado por uma queda de 7% nos papéis do banco Goldman Sachs, que divulgou rendimentos abaixo da expectativa de analistas, em meio a uma alta de 23% em despesas operacionais. O S&P recuou 1,8%; e o Nasdaq teve o pior resultado entre os três índices, com queda de 2,6%. O Nasdaq é marcado por ações de tecnologia em sua composição, o que o torna mais sensível à elevação da taxa referencial de juros, que vem sendo sinalizada pelo Federal Reserve. Após iniciar o ano em cerca de 1,5%, o rendimento dos títulos com vencimento em dez anos continuou a avançar e chegou a 1,87% na terça-feira, o maior patamar em dois anos. O movimento pode indicar que investidores se preparam para uma possível elevação mais acelerada da taxa referencial de juros por parte do Federal Reserve. Bank of America, Morgan Stanley, US Bancorp, Procter & Gamble e United Airlines estão entre as empresas que devem divulgar seus resultados trimestrais nesta quarta-feira.

==> Acompanhe os mercados mundiais pela ADVFN (aqui)

Os futuros internacionais de petróleo WTI estão sendo negociados a US$ 85,62 com alta de 0,93%. O Brent opera em alta de 0,65%, negociado a US$ 88,06.

Bitcoin (COIN:BTCUSD) é negociado a US$ 41.559,59  (-0,24%). O ouro  é negociado a US$ 1.815,55 por onça-troy (+0,19%).

⇒ Bitcoin – Acompanhe o Mundo Cripto na ADVFN

Minério de ferro: O minério de ferro negociado na bolsa de Dalian teve alta de 4,26%, a 735 iuanes, o equivalente a US$ 115,8.

Coronavírus

O Reino Unido registrou o maior número de mortes por Covid-19 em quase um ano nesta terça-feira, enquanto o primeiro-ministro Boris Johnson avalia atenuar as medidas de restrição impostas para reduzir a propagação da variante Ômicron. O país notificou 438 novas mortes pela Covid-19, maior marca diária total desde 24 de fevereiro do ano passado.

A Espanha relatou um surto do vírus da gripe aviária altamente patogênico H5N1 em uma granja ao norte de Madri, disse a Organização Mundial de Saúde Animal (OIE, na sigla em inglês) na terça-feira, aumentando uma onda de casos na Europa.  Especialistas atestam que o risco de transmissão da cepa de aves para humanos também é baixo; No entanto, as pessoas não devem tocar em pássaros mortos.

O mundo registra 334.219.086 de casos de coronavírus e 5.555.327 mortes, confirmadas pela Universidade Johns Hopkins.

O Brasil notificou 132.254 novos casos da covid-19 na terça-feira, 18, o maior total em 24 horas desde o início da pandemia. O recorde anterior de novas infecções em um dia era de 18 de setembro do ano passado, quando foram notificadas 125.053. Com isso, a nova média móvel de testes positivos também atingiu um novo pico e chegou a 83.630. O País ainda registrou 317 mortes pela covid nas últimas 24 horas, o maior total diário desde outubro do ano passado. A média móvel de óbitos na pandemia, que elimina distorções entre dias úteis e fim de semana, é de 185, mantendo a tendência de aumento já por oito dias seguidos.

A taxa de transmissão da Covid-19 no Brasil é a maior em um ano, e está em 1,6, segundo dados da plataforma de monitoramento Info Tracker, criada pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) e a Universidade de São Paulo (USP). Isso significa que uma pessoa contaminada pode disseminar o vírus para mais de uma pessoa. A plataforma alerta que isso pode gerar uma possível aceleração de novos contágios. Para fazer a comparação, no dia 20 de dezembro, antes do Natal, o índice de transmissão estava em 0.9.Na semana de 10 de janeiro até 17 de janeiro, o site registrou um aumento de 0,32 na taxa de transmissão, a maior alta semanal registrada pela plataforma desde o início do monitoramento, em janeiro de 2021.

Brasil

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga disse, na segunda-feira (17), em entrevista à Jovem Pan, que existem 4 mil mortes comprovadamente relacionadas à vacinação contra a covid-19. Entretanto, os dados oficiais da pasta apontam 11 óbitos ligados aos imunizantes contra o vírus. Após ser pressionado, Queiroga assumiu que repassou informação errada. O boletim epidemiológico publicado no fim de novembro do ano passado, 2021, aponta que 11 pessoas morreram por complicações decorrentes dos efeitos colaterais da vacina até aquele momento. De acordo com informações apuradas pelo jornal Folha de S. Paulo, o Ministério da Saúde considera que 13 estão associadas à vacinação, em um universo de 320 milhões de vacinas aplicadas. Após o erro, os internautas foram ao Twitter para criticar o ministro. A tag “Queiroga Mentiroso” se tornou o segundo assunto mais comentado no momento.

Poderes

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), informou que os trabalhos da Casa ocorrerão de forma remota até o carnaval. A medida foi adotada em razão do avanço da variante Ômicron do coronavírus no País.

Economia

As ações de tecnologia têm sido as mais evitadas nas primeiras semanas de 2022, com investidores vendo nos sinais de altas dos juros pelos bancos centrais como o maior risco para o setor, mostraram pesquisas na terça-feira (18). Uma pesquisa do Bank of America feita de 7 a 13 de janeiro entre investidores com ativos totais sob gestão de mais de 1,2 trilhão de dólares mostrou que os gestores reduziram posições para os níveis mais baixos desde dezembro de 2008. Outra pesquisa mensal conduzida pelo Deutsche Bank mostrou que a esmagadora maioria dos entrevistados acredita que as ações de tecnologia dos Estados Unidos estão em território de bolha, já que os investidores estão mais pessimistas em relação a movimentos políticos agressivos e rendimentos mais altos. Na outra ponta, os investidores aumentaram posição em ações, em bancos, commodities e indústrias – setores percebidos como se beneficiando de taxas mais altas.

As viagens de turismo internacional em nível mundial não devem recuperar os níveis pré-pandemia antes de 2024, segundo um levantamento publicado na terça-feira (18) pela Organização Mundial do Turismo (OMT), que prevê um começo de 2022 condicionado pela variante ômicron. Segundo a agência das Nações Unidas sediada em Madri, o número de desembarques internacionais aumentou 4% no mundo no ano passado em relação a 2020, mas continuou sendo 72% inferior ao de 2019, antes do início da pandemia de covid-19.

A Azul e Gol receberam autorização da Anac para operarem com menos comissários de bordo em razão do avanço da variante ômicron da covid-19. A medida permite voar com três tripulantes, ao invés de quatro, mas com um limite de 150 passageiros. Isso porque empresas aéreas devem ter um tripulante para cada grupo de 50 passageiros. Viajantes excedentes terão de ser acomodados em outros voos. A liberação para a Gol foi publicada na edição do dia 17 do Diário Oficial da União (DOU) e para a Azul havia sido divulgada no dia 12 deste mês. A Latam fez o mesmo pedido à Anac, mas aguarda resposta da agência reguladora

Após a queda na produção no ano passado, a primeira estimativa da safra de café em 2022 aponta que a colheita do grão deve ter um aumento de 16,8% em relação ao ano passado, ficando em 55,7 milhões de sacas de 60 kg. Em 2021, o volume total de café produzido foi de 47.7 milhões de sacas. Os números foram divulgados hoje (18) pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). O resultado previsto, entretanto, ainda está abaixo do que foi colhido em 2020, quando a safra recorde foi de de 63,08 milhões de sacas de 60 kg.De acordo com a companhia, a queda na safra de 2022 é reflexo das condições climáticas, com a estiagem e as geadas registradas principalmente entre os meses de julho e agosto em 2021 e que afetaram principalmente os cafezais dos estados de Minas Gerais, São Paulo e Paraná.

Agenda Econômica

 🇩🇪 Índice de preços ao consumidor mensal e anual (04h00)
🇧🇷 Índice IPC- Fipe (05h00)
🇪🇺 Saldo da conta corrente mensal (06h00)
🇺🇸 Construção de casas novas mensal (10h30)
🇧🇷 Fluxo cambial semanal (14h30)
🇺🇸 Leilão primário de Treasuries de 20 anos (15h00) ⭐️
🇺🇸 Variação de estoques de petróleo API (18h30)
🇯🇵 Balança comercial mensal (20h50)
🇯🇵 Taxa prime de 1 ano do PBOC (22h30) ⭐️
Ibovespa e dólar no último pregão:

Ibovespa:  

Referência do mercado brasileiro, o ibovespa fechou em alta de 0,28%, a 106.667 pontos, contrapondo-se à aversão ao risco no cenário externo. O avanço foi impulsionado pelos papéis de commodities metálicas, como a Vale (VALE3) e a Usiminas (USIM5), que subiram 2,45% e 1,91%, respectivamente.

💲 Carteira Mensal💲

Maiores altas do Ibovespa

PRIO3 +4.82% R$ 23,92
COGN3 +3.68% R$ 2,25
GGBR4 +3.39% R$ 28,60
BBSE3 +3.25% R$ 20,31
YDUQ3 +2.93% R$ 19,63

Maiores baixas do Ibovespa

LWSA3 -10.60% R$ 7,67
BIDI11 -10.42% R$ 20,70
ALPA4 -7.87% R$ 28,54
BRFS3 -5.77% R$ 23,32
NTCO3 -4.66% R$ 20,24

Na Toro, traders podem usar a plataforma Profit Pro grátis

Dólar    

dólar comercial: o dólar comercial fechou em R$ 5,5610, com alta de 0,63%. Após início volátil, a moeda norte-americana trilhou caminho altista, impactada pelo iminente aumento dos juros nos Estados Unidos, que deve ter início ainda neste trimestre, em março.

Juros

O DI voltou a subir: os contratos para janeiro de 2023 subiram seis pontos-base a 12,08%; o DI para janeiro de 2025 avançou 14 pontos-base, a 11,48%.

Ifix   

O índice fechou a sessão em alta de 0,22%, aos 2.800 pontos. A mínima foi de 2.795 pontos enquanto a máxima em 2.803 pontos. No acumulado de janeiro o índice de FIIs reporta uma queda de 0,10%. A movimentação financeira foi de R$ 227,10 milhões.

Fonte: CNN, CNBC, Infomoney, TC, G1, Agência Brasil e BDM, correio braziliense, estadão.

 

 

 

 

Deixe um comentário