Bom dia ADVFN - Tensão Rússia-Ucrânia, véspera da reunião do Fed e balanços nos EUA no radar

LinkedIn

Esse é o Bom dia, Investidor!  25 de Janeiro de 2022, com tudo o que você precisa saber antes da Bolsa abrir!

📣📰 Confira as principais manchetes dos jornais de hoje 📰

Bolsas mundiais:  As principais bolsas asiáticas encerraram o dia amargando baixas expressivas, mesmo caminho seguido pelos futuros em Wall Street, com os mercados sinalizando que o aperto monetário indicado pelo FED deve mesmo significar o “princípio do fim” para a enxurrada de dinheiro jogado na economia global.

Na Ásia, as bolsas fecharam em queda acentuada, seguindo a volatilidade na véspera nos Estados Unidos. Dados divulgados na terça-feira pelo Banco da Coreia indicam que a economia da Coreia do Sul avançou 1,1% no quarto trimestre de 2021 frente ao imediatamente anterior. Em 2021, o PIB avançou 4%, o ritmo mais rápido em 11 anos, segundo a agência internacional de notícias Reuters. Mas o índice Kospi fechou em queda, e a Hyundai Motors perdeu 1,27% após divulgar lucro líquido relativo ao quarto trimestre 50% abaixo de um ano antes. Fechamento: Shanghai SE (China), -2,58%, Nikkei (Japão), -1,65%, Hang Seng Index (Hong Kong), -1,67%, Kospi (Coreia do Sul), -2,56%.

Na Europa, os mercados operam no terreno positivo. O índice Stoxx 600, que reúne as ações de 600 empresas de todos os principais setores de 17 países europeus, avança, com altas generalizadas das bolsas e dos principais setores, e destaque positivo do de recursos básicos. Mas investidores continuam atentos à volatilidade nos mercados americanos e à continuidade da tensão geopolítica na fronteira da Ucrânia, onde o governo da Rússia continua a mobilizar cerca de 100 mil soldados. Os preços do barril de petróleo continuam a avançar, também influenciados pela perspectiva de invasão da Ucrânia pela Rússia, mesmo com conversas entre autoridades de alto escalão. Na segunda-feira, o presidente dos Estados Unidos falou com líderes europeus, à medida que o país considera enviar quadros e equipamentos militares à região. Também na segunda-feira, a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) anunciou que alguns países membros estão mantendo suas forças em alerta e enviando forças para a Europa oriental. Reino Unido e Estados Unidos determinaram que diplomatas e seus familiares deixem a Ucrânia. Além disso, na segunda-feira rebeldes houthi do Iêmen tentaram um novo ataque com mísseis a Abu Dhabi, capital dos Emirados Árabes Unidos, mas falharam. A tensão na região também vem contribuindo para altas dos preços do petróleo desde um ataque fatal pelo mesmo grupo na semana passada.

Nos Estados Unidos,  Os índices operam com forte quedas. Na segunda-feira, o Dow chegou a perder 3,25% no decorrer do dia, mas fechou em alta de 0,3%, rompendo com uma sequência de perdas que já durava seis dias; o S&P chegou a perder 4%, mas fechou em alta de 0,28%, em sua primeira sessão positiva dentre as últimas cinco; o Nasdaq chegou a recuar 4,9%, mas fechou em alta de 0,6%. Apesar dos ganhos da segunda-feira, o S&P ainda acumula perda de 7,5% em janeiro, que vem sendo seu pior mês desde março de 2020, o início da pandemia; o Nasdaq acumula perda de 11,4% no mês; e o Dow, de 5,4%. Um dos principais fatores para a tensão nos mercados é a sinalização pelo Federal Reserve de que pode iniciar a elevação das taxas de juros já em março. Nesta terça-feira, o Comitê Federal do Mercado Aberto (Fomc na sigla em inglês) do Fed inicia sua reunião que se encerra na quarta-feira, quando o banco central americano deverá divulgar sua decisão sobre a taxa de juros. A expectativa é de que o Fed continue a caminhar para uma política monetária mais rígida como forma de se contrapor à maior inflação em décadas nos Estados Unidos. Mas não é esperado que eleve imediatamente os juros. Entre as empresas que divulgam seus resultados antes do fechamento nesta terça-feira estão Johnson & Johnson, 3M, General Electric, American Express e Verizon. A Microsoft divulga após o fechamento.

==> Acompanhe os mercados mundiais pela ADVFN (aqui)

Os futuros internacionais de petróleo WTI estão sendo negociados a US$ 84,12 com alta de 0,96%. O Brent opera em alta de 1,03%, negociado a US$ 86,19.

Bitcoin (COIN:BTCUSD) é negociado a US$ 36.228,45  (+3,64%). O ouro  é negociado a US$ 1.837,60 por onça-troy (-0,22%).

⇒ Bitcoin – Acompanhe o Mundo Cripto na ADVFN

Minério de ferro: O minério de ferro negociado na bolsa de Dalian teve alta de 1,39%, a 766,5 iuanes, o equivalente a US$ 121,15.

Coronavírus

O mundo registra 355.204.984 de casos de coronavírus e 5.606.299 mortes, confirmadas pela Universidade Johns Hopkins.

A taxa de ocupação dos leitos públicos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) por complicações causadas pela covid-19 está em ascensão no Brasil. No Distrito Federal, por exemplo, a ocupação chegou a 90,16%, de acordo com a Secretaria de Saúde do DF (SES-DF). Em São Paulo, a taxa se aproxima de 80%, pois houve um crescimento de 770% nos últimos 14 dias — o salto foi de 42 pessoas para 365. No Mato Grosso, a reabertura de 40 leitos de UTI para tratamento contra o novo coronavírus não foi suficiente para conter a demanda por vagas.

Brasil

Nas últimas 24 horas, o Brasil registrou 259 mortes e 83.340 novos casos de Covid-19, segundo dados divulgados pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass). A média móvel de casos — considerando os últimos sete dias — está em 150.401, a maior desde o início da pandemia, e o sétimo recorde consecutivo. A média móvel de óbitos pela Covid-19 está em 313, o pico foi registrado em 12 de abril de 2021, com média de 3.124 óbitos a cada sete dias. Com a atualização dos números da pandemia, o Brasil passa a ter 623.356 mortes e 24.127.595 casos do novo coronavírus.

Poderes

O presidente Jair Bolsonaro vetou R$ 3,184 bilhões do Orçamento de 2022. Do total, R$ 1,823 bilhão correspondem a emendas de comissão e R$ 1,823 bilhão, a despesas discricionárias, aquelas que ficam sob controle dos ministérios. O tamanho do corte é superior aos R$ 2,8 bilhões anunciados por Bolsonaro no fim de semana, mas bem abaixo do valor sugerido pelo Ministério da Economia, que apontou necessidade de recompor R$ 9 bilhões em despesas obrigatórias neste ano.

Economia

O Banco Central informou que está disponível desde ontem o serviço “Valores a Receber”, sistema que permite que cidadãos e empresas consultem se têm algum dinheiro “esquecido” em bancos e demais entidades do sistema financeiro. A consulta pode ser feita na página “Minha Vida Financeira”, dentro do site do BC, apenas usando o CPF ou CNPJ da empresa. O órgão estima que há cerca de R$ 8 bilhões de recursos nesta condição. Na época do anúncio do sistema, em junho de 2021, o BC disse que é comum que as pessoas não saibam ou não se lembrem da existência dos saldos.

Agenda Econômica

 🇩🇪 Índice Ifo de clima de negócios (06h00)
🇧🇷 Sondagem do consumidor FGV mensal (08h00)
🇧🇷 Tesouro Nacional – Leilão de títulos (10h30) ⭐️
🇺🇸 Sondagem industrial do Fed Richmond mensal (12h00)
🇺🇸 Confiança do consumidor mensal CB (12h00)
🇺🇸 Leilão primário de Treasuries de cinco anos (15h00) ⭐️
🇺🇸 Variação de estoques de petróleo API (18h30)
Ibovespa e dólar no último pregão:

Ibovespa:  

Referência do mercado brasileiro, o ibovespa fechou em queda de 0,92%, a 107.937 pontos, acompanhando o desempenho de Wall Street, em uma sessão marcada pela aversão ao risco. As tensões geopolíticas no leste europeu, após a Rússia acumular tropas nas fronteiras com a Ucrânia, permaneceram no radar dos investidores.

💲 Carteira Mensal💲

Maiores altas do Ibovespa

PCAR3 +7.43% R$ 20,95
MRFG3 +4.67% R$ 23,49
BRKM5 +3.63% R$ 49,95
BRFS3 +3.39% R$ 23,46
USIM5 +2.39% R$ 16,24

Maiores baixas do Ibovespa

MGLU3 -7.39% R$ 6,39
BIDI11 -7.27% R$ 23,45
BPAN4 -5.88% R$ 9,60
IRBR3 -5.38% R$ 3,16
ALPA4 -5.30% R$ 28,75

Na Toro, traders podem usar a plataforma Profit Pro grátis

Dólar    

dólar comercial: o dólar comercial fechou em R$ 5,5060, com alta de 0,93%. A moeda norte-americana foi pressionada durante toda a sessão pela expectativa de anúncio do aumento dos juros nos Estados Unidos, assim como pela tensão na Ucrânia e pelos ruídos fiscais domésticos.

Juros

O DI com vencimento em janeiro de 2023 caiu sete pontos-base, para 11,82%. O para o mesmo mês de 2025 recuou oito pontos, para 11,10%.

Ifix   

O índice fechou a sessão em queda de 0,37%, aos 2.799 pontos. A mínima para o dia foi de 2.797 pontos enquanto a máxima bateu em 2.813 pontos. Em janeiro o índice de FIIs acumula queda de 0,18%. A movimentação financeira foi de R$ 243,47 milhões.

Fonte: CNN, CNBC, Infomoney, TC, G1, Agência Brasil e BDM, correio braziliense, estadão.

 

 

 

 

 

Deixe um comentário