Blau Farmaceutica (BLAU3): lucro líquido de R$ 44 milhões no 4T21, queda de 41%

LinkedIn

Blau Farmacêutica teve lucro líquido de R$ 44 milhões no quarto trimestre de 2021, queda de 41% ante o resultado de igual período de 2020, segundo demonstrações financeiras enviadas à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) nesta segunda-feira. Os valores referem-se aos atribuíveis aos controladores.

A receita líquida somou R$ 350 milhões no 4T21, alta de 4% em relação ao mesmo período do ano anterior, impactada pelo faseamento da licitação de alfaepoetina e pela mudança na dinâmica dentro dos hospitais.

Ebitda – lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização – somou R$ 91 milhões no quarto trimestre do ano passado, 17% inferior ao Ebitda de R$ 110 milhões no mesmo período de 2020. Já a margem Ebitda alcançou 26% no 4º trimestre de 2021, baixa de 6,5 pontos percentuais na comparação com igual trimestre de 2020.

O lucro bruto somou R$ 147 milhões no 4T21, redução de 9% em relação ao mesmo trimestre de 2020.

A margem bruta da companhia foi de 42% entre outubro e dezembro de 2021, queda de 5,6 pontos percentuais.

As despesas operacionais totalizaram R$ 62,2 milhões no 4T21, equivalente a 17,8% da receita líquida.

A Blau encerrou o ano de 2021 com caixa líquido de R$ 558,8 milhões, contra dívida líquida de R$ 474,8 milhões no final de dezembro de 2020.

O índice de alavancagem, medido pela relação entre dívida liquida e o Ebitda ajustado foi de -1,2 vez, uma redução de 2,4 vez em relação ao 4T20.

O CAPEX total no ano de 2021 foi de R$ 177,8 milhões, correspondente a R$ 148,2 milhões de CAPEX de imobilizado (10,8% da receita) e R$ 29,6 milhões de CAPEX de intangível (2,2% da receita).

Os resultados da Blau Farmacêutica (BOV:BLAU3) referentes às suas operações do quarto trimestre de 2021 foram divulgados no dia 22/02/2022. Confira o Press Release completo!

VISÃO DO MERCADO

Citi

O resultado fraco no quarto trimestre veio em linha com o esperado, diz o Citi. O banco americano destaca que apesar do crescimento de 4% nas receitas, margem bruta caiu 5,6 pontos percentuais, refletindo mix pior de produtos.

Os analistas Leandro Bastos e Renan Prata escrevem que as margens operacionais da Blau foram impactadas também por maiores custos, principalmente de pesquisa para a linha Hemarus, o que deve fortalecer as receitas no futuro.

“Nós lembramos que os resultados trimestrais da Blau normalmente sofrem algum tipo de volatilidade por conta das suas características de negócios, mas que acabam se acertando no longo prazo”, ponderam.

A tese de investimentos da Blau se mantém como uma que exige paciência, comenta o banco, acreditando que a consistência na execução do plano de negócios é essencial para destravar valor no papel.

Citi tem recomendação de compra com preço-alvo em R$ 44,00…

XP

A Blau teve resultado ligeiramente negativo no 4ºtri, com lucro abaixo do esperado, diz XP. Os analistas Larissa Pérez e Rafael Barros comentam que as receitas tiveram ligeira alta em relação ao mesmo período de 2020, mas a empresa reportou queda na margem Ebitda refletindo, principalmente, a menor participação de imunoglobulina na receita.

“A margem Ebitda foi de 26%, seu menor nível desde o primeiro trimestre de 2019, enquanto a margem bruta foi de 42%, com o principal obstáculo vindo de uma menor participação de imunoglobulina nas receitas, sendo maior que o normal na maior parte do ano fiscal de 2020”, avaliam.

Sobre o resultado líquido, eles comentam que foi afetado por um efeito fiscal pontual de R$ 28 milhões, no qual ajustado para esse efeito, o lucro líquido teria sido de R$ 72 milhões, em linha com a estimativa da XP.

“Apesar dos resultados, continuamos positivos em relação ao papel devido aos consistentes fundamentos de longo prazo”, pondera a equipe de análise.

XP tem recomendação de compra com preço-alvo de R$ 64,00…

Deixe um comentário