Energisa: programa Ilumina Pantanal conclui etapa inicial de universalização, antecipando primeira fase do programa

LinkedIn

O programa Ilumina Pantanal, que leva energia elétrica para regiões remotas de Mato Grosso do Sul, concluiu na última semana a etapa inicial de universalização, antecipando o cronograma previsto em dois meses, informou a Energisa, que desenvolve a iniciativa em parceria com o Ministério de Minas e Energia (MME), a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e governo de Mato Grosso do Sul.

Ao todo, 2.167 unidades consumidoras foram beneficiadas pelo programa, sendo 77 famílias atendidas por rede de distribuição convencional, e 2.090 clientes por meio do Sistema Individual de Energia Elétrica com Fonte Intermitente (SIGFI), cuja fonte de energia é solar.

O Grupo Energisa investiu R$ 134 milhões no programa, abrangendo os municípios de Corumbá, Aquidauana, Coxim, Ladário, Porto Murtinho, Rio Verde e Miranda. Muitas das famílias beneficiadas – ribeirinhos, produtores locais e comunidades indígenas – receberam um kit de geração de energia solar formado por quatro placas fotovoltaicas e uma bateria de lítio, além de tomadas e lâmpadas LED. Algumas casas receberam também geladeiras novas.

De acordo com o diretor-presidente da Energisa Mato Grosso do Sul, Marcelo Vinhaes, durante o desenvolvimento do projeto, observou-se uma quantidade maior de consumidores em relação ao escopo original. “Priorizamos os atendimentos aos serviços públicos, escolas, localidades mais carentes como os ribeirinhos do rio Paraguai, os colonos do Paiaguás, comunidades indígenas, além dos produtores rurais. Sabemos que existem muitos outros pantaneiros esperando o seu momento, por isso vamos continuar trabalhando para atender a todos”, disse.

Informações Broadcast

Deixe um comentário