Anima (ANIM3): lucro líquido ajustado de R$ 51 milhões, queda de 16,4%

LinkedIn

O grupo educacional Anima registrou lucro líquido ajustado de R$ 51 milhões no primeiro trimestre de 2022, em queda de 16,4% sobre o lucro líquido de R$ 61 milhões obtido no primeiro trimestre de 2021.

“Um dos maiores impactos decorrentes de um lucro menor está relacionado ao impacto forte em nosso Resultado Financeiro, já previsto, referente aos empréstimos para a aquisição das unidades em integração junho/21”, explica a companhia.

A receita líquida somou R$ 902,4 milhões entre janeiro e março deste ano, alta de 120,8% na comparação com igual etapa de 2021.

Segundo a companhia, o resultado foi impulsionado pelo aumento da base de alunos devido às aquisições, apesar de uma redução do ticket líquido consolidado causado pelo efeito mix do crescimento de participação do EAD na receita líquida total.

ebitda – lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização – ajustado foi de R$ 339,1 milhões no 1T22, um aumento de 143,6% na comparação com 1T21.

Já a margem Ebitda (Ebitda sobre receita líquida) ajustada atingiu 37,6% nos três primeiros meses do ano, alta de 3,5 ponto percentual frente a margem registrada em 1T21.

O lucro bruto atingiu a cifra de R$ 651 milhões no primeiro trimestre de 2022, um aumento de 149,2% na comparação com igual etapa de 2021. A margem bruta foi de 72,1% no 1T22, alta de 8,2 ponto percentual frente a margem do 1T21.

O resultado operacional somou R$ 440,9 milhões no 1T22, um crescimento de 138,3% em relação ao mesmo período de 2021. Já a margem operacional foi de 48,9% no primeiro trimestre, alta de 3,6 ponto percentual na comparação ano a ano.

A base de alunos passou de 135,6 mil para 332,8 mil no primeiro trimestre de 2022, um crescimento de 145,4% na comparação com um ano antes.

O ticket médio por aluno da Ânima também aumentou entre 17% e 12% nos primeiros três meses de 2022, indo para R$ 1.126 excluindo aquisições e para R$ 1.074 com aquisições e sem EAD. No ensino à distância, o ticket médio foi de R$ 202.

Nos três primeiros meses de 2022 os investimentos consolidados somaram R$ 43,2 milhões, equivalente a 4,8% da receita líquida, o que representa uma redução de 4,4 pontos percentuais em relação ao mesmo período do ano anterior.

Nesse trimestre a companhia seguiu com a tendência de priorizar significativamente o nosso processo de Transformação Digital, modificando o perfil do Capex de anos anteriores, mais focado em Obras e Benfeitorias.

Devido ao retorno das aulas presenciais foram realizados mais investimentos para preparação das estruturas dos campi no primeiro trimestre de 2022, que resultou em um crescimento de 113,2% em Obras e Benfeitorias em comparação ao 1T21, período em que ainda tínhamos medidas de distanciamento social.

A dívida líquida da companhia ficou em R$ 2,169 bilhões no final de março de 2022, ante um caixa líquido de R$ 585,8 milhões do mesmo período de 2021.

Os resultados da Ânima Educação (BOV:ANIM3) referente suas operações do primeiro trimestre de 2022 foram divulgados no dia 16/03/2022.

* Com informações da ADVFN, RI das empresas, Valor, Infomoney, Estadão, Reuters

Deixe um comentário