Rússia legalizará criptomoeda como meio de pagamento ‘mais cedo ou mais tarde', diz ministro

LinkedIn

18 Mai (Reuters) – A Rússia mais cedo ou mais tarde legalizará as criptomoedas como meio de pagamento, disse o ministro da Indústria e Comércio, Denis Manturov, nesta quarta-feira (18), sugerindo que o governo e o banco central podem estar se aproximando de resolver suas diferenças.

Pouco antes de a Rússia enviar dezenas de milhares de soldados para a Ucrânia em 24 de fevereiro, o Ministério das Finanças apresentou propostas legislativas que colidiram com a exigência do banco central de uma proibição geral.

Manturov foi questionado em um fórum se ele acreditava que as criptomoedas se tornariam legais como meio de pagamento.

“A questão é, quando isso acontecer, como será regulamentado, agora que o banco central e o governo estão trabalhando ativamente nisso”, respondeu.

“Mas todos tendem a entender que… mais cedo ou mais tarde isso será implementado, em algum formato ou outro.”

A Rússia planeja emitir seu próprio rublo digital, mas o governo só recentemente passou a apoiar o uso de criptomoedas privadas, argumentando há anos que elas poderiam ser usadas na lavagem de dinheiro ou para financiar o terrorismo.

No entanto, a presidente do Banco Central, Elvira Nabiullina, disse que o banco não pode receber investimentos em criptomoedas, que representam cerca de US$ 5 bilhões em transações por ano pelos russos, e propôs a proibição de negociação e mineração.

Citando riscos para a estabilidade financeira do número crescente de transações com criptomoedas, outros funcionários do banco central disseram no ano passado que não viam espaço para a criptomoeda ser usada no mercado financeiro russo.

Manturov disse que os regulamentos para o uso de criptomoedas seriam formulados em primeira instância pelo banco central e depois pelo governo.

Deixe um comentário